propaganda

Família /

Quinta-feira, 16 de Agosto de 2012, 20h:27

A | A | A

Queda na taxa de fecundidade é maior entre mulheres de baixa renda


Seguindo tendência histórica de queda desde os anos 1960, a fecundidade da mulher brasileira caiu para níveis abaixo do patamar de reposição, como revelam os dados do Censo Demográfico 2010. Entre 2000 e 2010, a Taxa de Fecundidade Total (TFT) no Brasil caiu de 2,35 para 1,90 filhos por mulher.
De acordo com análise detalhada feita pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), as mulheres de menor renda (considerando renda per capita de menos de R$ 70) foram as principais responsáveis pela acentuada queda da taxa de fecundidade total no Brasil. Em 2000, o número médio de filhos de mulheres nessa faixa de renda era de 5,10. Em 2010, essa taxa caiu para 3,56. Apesar disso, entre as mulheres de maior renda (mais de R$ 1.020 per capita), os números também caíram de 1,17 para 1,11, no mesmo período.
Em consequência dessa redução da taxa de fecundidade em todas as faixas de renda, está a redução da população jovem, especialmente de 0 a 4 anos de idade. Considerando série histórica do Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a depender só da população de crianças desta faixa etária, o país já estaria em ritmo acelerado de encolhimento populacional. Em 2010, o censo do IBGE contou 13,8 milhões de crianças de 0 a 4 anos. É o mesmo número verificado em 1970 e representa 2,5 milhões de crianças a menos em relação a 2000.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Caso a vacina para a Covid-19 seja liberada no Brasil, você pretende tomar?
Sim, se for a Chinesa
Sim, se for a Russa
Sim, se fosse outra
Nem pensar
Não tenho opinião formada sobre o assunto