propaganda

EMPREGO /

Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020, 06h:30

A | A | A

Primavera do Leste e Campo Verde estão entre os principais geradores de emprego no estado

As cidades ocupam a segunda e a quinta posição no ranking do Caged


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Depois de três meses registrando mais demissões que contratações, Primavera do Leste fecha o mês na segunda posição do ranking entre municípios que mais geraram emprego no mês de junho. Foram 596 novas oportunidades. Campo verde com saldo de 412 vagas ficou na quinta posição. Os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados nesta terça-feira (28), pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Primavera do Leste - São João.jpeg

 

 

O setor que mais contratou foi o agropecuário, que gerou 261 novos postos de trabalho, seguido do comércio (178), serviços (80), indústria (58) e construção (19). Em todo o mês passado a cidade teve 1385 admissões e 784 desligamentos, gerando assim o saldo positivo de 596 novas vagas.  Segundo dados do Caged, a maioria dos novos contratos de trabalho foram firmados com homens (559), que tem entre 18 e 24 anos e ensino médico completo.

A segunda posição no ranking, demonstra uma ascensão na geração de empregos, tendo em vista que nos meses de março, abril e maio a cidade apresentou saldo negativo na geração de empregos.

 

CAMPO VERDE

Na quinta posição do ranking, Campo Verde apresentou o saldo de 412 novas vagas de trabalho.  O destaque na geração de emprego também ficou com o setor agropecuário que gerou 315 novos postos de trabalho, seguido do comércio (38), serviços (30), indústria (15) e Construção (14). Entre os novos trabalhadores a maioria é do sexo masculino e tem entre 18 a 24 anos e possuem o ensino médio completo.

O destaque na geração de emprego traz um alívio para a cidade, que fechou o mês de maio com o saldo negativo de 313 demissões.

Campo Verde.jpeg

 

Apesar de demonstrar um aquecimento no mercado de trabalho, o volume de captação de vagas pelo Sine da cidade diminuiu se comparado ao mesmo período do ano passado.

Do início do ano até a data atual o número de vagas captadas pelo Sine em 2020 foi de 389 vagas, com o total de 145 colocações, já no mesmo período de 2019 foram captadas 672 vagas de empregos, com 479 contratações. Outro número que chama atenção são os de pedido de seguro desemprego, apesar de haver um número quase que 50% menor de contratações, os pedidos de seguro diminuíram pouco em relação ao ano passado, em 2019 foram 1556 pedidos, já neste ano somam 1.477 pedidos.

Apesar da queda de novas vagas, a coordenadora do Sine de Campo Verde, Caroline Oliveira nos revelou que as contratações estão acontecendo, e que a captação de vagas está aumentando dia a dia na cidade e que a expectativa é que este segundo semestre já apresente um número ainda melhor.

 

MATO GROSSO É O ESTADO QUE MAIS GEROU EMPREGO NO BRASIL

Mato Grosso registrou 20.685 demissões em junho, contra 27.475 admissões. Ou seja, 6.790 novos postos de trabalho foram criados no mês passado, apesar dos prejuízos causados pelo coronavírus.

“As ações tomadas pelo Governo ajudaram Mato Grosso a ser o 1º lugar do país na criação de empregos. Se não estivéssemos em meio a uma pandemia, com certeza teríamos resultados ainda melhores. Em 2019 trabalhamos muito, com apoio da Assembleia Legislativa, para reorganizar as contas e, pela primeira vez em 10 anos, o Governo de Mato Grosso fechou o ano no azul”.

“Regularizamos pagamentos, honramos compromissos com fornecedores e fizemos a reinstituição de incentivos fiscais, que garantiu isonomia nos benefícios às empresas, resultando em atração de investimentos. O Estado deixou de ser hostil, atrapalhador, e agora é fomentador”, afirmou o governador, destacando que Mato Grosso também foi o estado que percentualmente mais abriu empresas no primeiro quadrimestre de 2020 – 21.040 novas empresas.

Mauro Mendes afirmou que as políticas públicas do Estado em favor das pequenas e médias empresas durante a pandemia também contribuíram para o cenário positivo.

No relatório do Caged, Mato Grosso figura em 1º lugar entre os 17 estados que registraram saldos positivos na criação de empregos. Outros 10 estados tiveram saldo negativo.

Mato Grosso registrou saldo de 6.790 novos postos de trabalho, seguido do Pará (4.550) e Goiás (4.334). Já os estados com o pior desempenho foram o Rio de Janeiro (-16.801), São Paulo (-13.299) e Rio Grande do Sul (-4.851).

A alta de contratação em Mato Grosso ocorreu em todos os segmentos analisados, sendo 3.014 novos postos na agropecuária, 1.426 na indústria, 986 na construção, 950 no comércio e 414 no ramo de serviços.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz