ARTE /

Segunda-feira, 11 de Novembro de 2019, 09h:28

A | A | A

Do sonho à liberdade: abertura do XIII Festival Velha Joana

Mais uma vez, ou para ser mais exato, pelo 13º ano consecutivo, Primavera do Leste respira as artes da cena. A cidade se transforma, seus movimentos e paisagens convergem para tornar Primavera o palco do mundo do teatro.


Imagem de Capa
Texto por Wuldson Marcelo | Fotografias por Fred G

Na noite de oito de novembro aconteceu a abertura da edição 13 do Festival Velha Joana, com a presença do prefeito Leonardo Bortolin, do presidente da Câmara Municipal Paulo Márcio Castro e Silva, e do secretário de Cultura, Turismo, Esportes e Lazer do Estado de Mato Grosso, Allan Kardec. A cerimônia foi realizada na Secretaria de Cultura, Turismo, Lazer e Juventude do município, fortalecendo a importância do teatro — e da arte e da cultura — na formação dos jovens, não apenas como um dispositivo de inclusão social, mas como estreitamento dos laços comunitários e de vislumbre de futuro (nesses anos, quantos profissionais não foram forjados e consolidados pelo festival?).

Algo enfatizado pelas autoridades participantes da abertura do Velha Joana foi que os recursos públicos destinados à cultura não são gastos, mas investimento. Uma declaração necessária em um momento que a arte (também a cultura e a educação) é tratada como inimiga do Estado e um empecilho ao desenvolvimento econômico. Como nos lembraram tanto o prefeito Bortolin quanto o secretário Allan Kardec, a arte é o espaço da liberdade.

Em especial o teatro, que acolhe uma juventude que tem fome de se expressar e conhecer a si mesma e o mundo, transformando-se e transformando-o.

E em breve essa liberdade ganhará uma casa e se expandirá com a entrega do anfiteatro que está sendo finalizado. Mais um ponto para um munícipio que a cada ano, a cada edição confirma sua vocação para as artes cênicas, compreendendo-as como instrumento social, deste modo estabelecendo-se solidamente no cenário nacional pelo duo arte-política.

Neste ano, serão mais de 60 apresentações, reunidas em três mostras: a Panorama, que tem como foco as peças originárias de Primavera do Leste; a Regional, que recebe trabalhos de grupos de Cuiabá e do interior de Mato Grosso; e a Mostra Oficial, que abrange espetáculos provenientes de todo o Brasil. Encenações que circularão pela cidade nos próximos nove dias, já que a festa do teatro encerra-se no dia 17 deste mês, abordando temas diversos, para encantar as crianças e convidar a juventude e os adultos à diversão e à reflexão.

Na primeira noite de apresentações, tivemos o espetáculo “Palhaçando” do Grupo Tibanaré (Cuiabá – MT), que dentro em pouco levará sua arte para o Chile e, em seguida, para festivais europeus. O espetáculo, composto por uma série de esquetes, lança mão do repertório da palhaçaria para envolver o público nas brincadeiras dos amigos Drinco e Flan. A interação com os espectadores, principalmente com as crianças, funciona de maneira criativa e o riso surge facilmente, motivado sobremaneira pelo improviso, pelo corpo e até por uma guerra de travesseiros com o público.

Na sequência, o primeiro espetáculo da Mostra Oficial, “O Acordo”, do Faces Jovem (MT), trouxe um texto atual, denso e necessário para um momento histórico em que as pessoas estão divididas entre grupos que abraçam suas ideologias e não conseguem dialogar e encontrar consensos. Mas o que a obra nos provoca é: de qual consenso se trata? A partir da ordem da direção da escola de que as(os) estudantes permaneçam em sala, ainda que não tenha aula, já que o professor faltou, o ir ou ficar torna-se a luta entre liberdade e obediência sem questionamento. Embate que apresenta as aspirações, as diferenças e as razões para a discordância entre os dois bandos. Com uma dramaturgia relevante, composta pelos jogos de cena e vivência das jovens atrizes e atores, e atuações irrepreensíveis, “O Acordo” já se firma como um dos destaques desta 13ª edição do Velha Joana.

É uma honra para o Parágrafo Cerrado acompanhar mais uma festa do teatro em Primavera do Leste. Nós agradecemos o convite e a recepção calorosa da organização, na figura do incansável ator, diretor, dramaturgo e secretário municipal de Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Wanderson Lana. Todos estão de parabéns. E que o Velho Joana continue por gerações, lançando luz sobre os sonhos de nossos jovens.

 

*Este texto é parte da cobertura especial do XIII Festival Velha Joana, realizado em Primavera do Leste (MT) entre 08 e 17 de novembro de 2019, para o qual o Parágafo Cerrado foi convidado.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Estado inicia matrículas de alunos

Período é até 6 de março através do www.seduc.mt.gov.br

CNJ premia empresa de Primavera do Leste por boas práticas na infância

Projeto Humanização e manejo da dor na aplicação de vacinas será aplicado a nível nacional

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz