EDITORIAL /

Quinta-feira, 28 de Junho de 2018, 16h:50

A | A | A

Uma mudança que pode salvar vidas

Falta de soro antiofídico é uma realidade no país


Imagem de Capa
Waldir Freitas

Na semana passada o Jornal O Diário publicou mais uma reportagem, em que uma pessoa da cidade, após ser picada por uma cobra, precisou ir até Rondonópolis para, de lá, ser encaminhada a Cuiabá. Motivo: a falta de soro antiofídico em Primavera e também na regional de Rondonópolis. Ou seja, a pessoa correndo risco de morte, viajou cerca de 350 quilômetros: 120 até Rondonópolis e mais 230 até Cuiabá, para receber uma vacina.

Repetimos: o detalhe é que em Rondonópolis também não havia o soro antiofídico. Porém, mesmo sabendo disso, os profissionais da saúde de Primavera têm que encaminhar o paciente para Rondonópolis e, de lá é que ele será encaminhado para Cuiabá. Muita burocracia! Muita falta de respeito com o paciente.

Ora, se o paciente de Primavera não pode ser atendido em Rondonópolis, pela falta do antídoto, por que não ir direto de Primavera a Cuiabá? A resposta é que precisa seguir o procedimento. Gente, não quero desejar mal a ninguém mas, quem fez esse “procedimento” poderia ser picado de cobra em Primavera para ir até Rondonópolis e depois de Rondonópolis a Cuiabá. Quem sabe no trajeto de Rondonópolis a Cuiabá ele pensaria numa solução legal para melhorar o “procedimento.”

Publicamos recentemente que uma moradora de Primavera do Leste, teve um AVC, quase morreu, tudo por que na cidade não tem soro para picada de cobra!

Imagina se uma pessoa é picada por uma cascavel, até chegar em Rondonópolis, vai perder parte do movimento do corpo e, imagina agora, ter que ir de Rondonópolis para depois voltar a Cuiabá...

As duas vítimas tiveram sorte, depois de ficar na UTI, conseguiram se recuperar, mas já pensou se fosse uma criança, um idoso?

 Falta do soro antiofídico é geral em Mato Grosso, apenas 300 ampolas foram enviadas, para ser divididas em 141 municípios. Chega ser engraçado.

Deixar todas as cidades com dose suficiente para atender a população é obrigação do Estado e também é obrigação dele zelar pelo atendimento mais rápido. Por isso, esse procedimento de exigir o encaminhamento do paciente até Rondonópolis sabendo que lá também não poderá ser atendido, chega beirar a burrice, para não dizer coisa pior.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Mais humano impossível

O que chama a atenção é a forma como as famílias são tratadas

Invasão nas margens da BR-070

Um problema de mais de três décadas perto do fim

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.