EDITORIAL /

Quinta-feira, 21 de Julho de 2011, 11h:57

A | A | A

Se tudo correr bem, na teoria e na prática, a MT 130 será ótima

COM O PROCESSO DE CONCESSÃO TRANSCORRENDO COMO ESTÁ, EM POUCOS MESES AS CONDIÇÕES SERÃO MELHORES, COM CERTEZA


Aos poucos literalmente caminha o processo de concessão da rodovia MT 130 no trecho de 120 quilômetros entre Primavera do Leste e Rondonópolis. Mais uma etapa foi finalizada pela concessionária e daqui a algum tempo, espera-se, teremos uma estrada renovada e muito melhor do que a conhecemos hoje.

 É certo que isso deveria ser trabalho do governo estadual, que a exemplo do governo federal deixa muitas rodovias “de lado”, sob a desculpa da impossibilidade de manutenção como deveria realmente ser feita.

Quando se diz governo no entanto é preciso avaliar racionalmente que podem ser os Ministros, Secretários Estaduais, assessores de governo, a exemplo da “faxina” que acontecendo no DNIT, que até então estava acima de qualquer suspeita e aos poucos vemos mais de uma dezena de pessoas que já deixou o cargo.

Luiz Antônio Pagot, em que pese ter saído deste estado para o Departamento, até agora só não saiu porque está em férias, mas deve estar ciente que não irá ficar. A população mato-grossense é claro fica apreensiva, tendo em vista as obras que transcorriam normalmente, porém até prova em contrário com desvios e contratos muito suspeitos.

É com relação a isso portanto, que muitas vezes o e estado não tem realmente verbas para custear, neste caso boas estradas: sob a óptica do superfaturamento e dos desvios de verbas públicas. Porque os impostos que na teoria estão sendo pagos para contribuir com a manutenção destas mesmas rodovias estão sendo pagos por nós, a exemplo da CIDE: Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico.

 Sabendo disso a MT 130 portanto, entrou neste processo de concessão no qual deverão ser investidos em princípio entre R$ 100 e R$ 120 milhões ao longo do período de 25 anos. Inicialmente com a cobrança no valor de R$ 3,98 apregoam-se os benefícios em face dos diversos problemas que via apresenta.

 Espera-se no entanto que este mesmo processo que agora se apresenta como a salvação da lavoura ou da Pátria, como queiram, não venha a se tornar uma complicação devido ao não cumprimento de exigências, brigas judiciais, aumentos posteriores exorbitantes, a exemplo do que se pode observar em muitos estados aonde rodovias federais e estaduais passaram pela concessão ou privatização.

Em princípio é o que realmente a grande maioria dos motoristas, em que pese o ônus já citado, quer: uma estrada de qualidade, evitando ou reduzindo quebras, acidentes, entre outros problemas. É preciso acreditar que dentro do processo de desenvolvimento pelo qual a própria região atravessa, com grupos distintos que resolvem também investir na pavimentação e conservação desta rodovia, teremos em breve condições muito boas de tráfego e logística.

 O caminho do desenvolvimento eficazmente passa por boas estradas, aonde até mesmo as perdas de grãos são reduzidas e todos sabem que terão mais segurança para si e seus familiares. Se tudo realmente transcorrer na prática como é na teoria e nas exigências legais, praticamente ninguém terá sobre o que reclamar e, ao contrário, pelos próximos anos teremos com certeza a nossa “Rodovia do Desenvolvimento”, de direito e de fato.

 

 

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Mais humano impossível

O que chama a atenção é a forma como as famílias são tratadas

Invasão nas margens da BR-070

Um problema de mais de três décadas perto do fim

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.