EDITORIAL /

Segunda-feira, 30 de Novembro de -0001, 00h:00

A | A | A

Onde está a deficiência?

braços frágeis que se esforçavam em mexer, uma destreza nos pés, que lhe serviam como mãos e o que mais me chamou atenção, esperança de uma vida melhor nos olhos.


Redação: Janine de Oliveira
Observar a vida é um exercício interessante, há tanto a se aprender sempre.
No sábado particularmente fui à Feira Municipal, algo comum na rotina de muitos primaverenses. Pessoas por todos os lados, cheiro de frango frito, alfaces, tomates, frutas, verduras e uma lição de vida em uma mesinha discreta em uma parte daquele vasto espaço.
A cena despertou a minha atenção, um homem com deficiência física congênita, braços frágeis que se esforçavam em mexer, uma destreza nos pés, que lhe serviam como mãos e o que mais me chamou atenção, esperança de uma vida melhor nos olhos.
E eu pobre ser humano, reclamando do calor, da chuva, das atribulações do trabalho. Assim como eu, quantos dos que passavam ali com seus problemas não menos importantes, fingindo não ver a vida.
Perguntei-me, será que ele sente autopiedade? Afinal, motivos para isso ele teria. Mas ali na feira, sentado em uma cadeira, vendendo o seu produto e atendendo os clientes com tanto carinho e atenção, trabalhando para ganhar o pão, certamente, nem mesmo teria tempo de se sentir relegado por Deus.
Em um olhar sincero como quem louva aos céus por estar ali, o homem, me mostrou que sempre podemos levantar a cabeça e seguir em frente. Lembrei-me de agradecer a Deus, ou a quem for que eu acredite, a oportunidade de acordar todas as manhãs, de ver o sol, ou sentir os pingos da chuva. De poder ter meu trabalho, até mesmo por meus problemas que diante de tanta força e esperança se tornaram formigas.
O nome dele eu não sei. Mas assim como ele existem tantas pessoas, que anonimamente  nos dão demonstrações de que o ser humano é fantástico. Não vamos negar que existem ladrões, traficantes, enganadores, pessoas com pouco caráter, mas estes são a minoria. Nada acontece por acaso, ele estava ali por uma razão.
Que tal iniciarmos a semana de forma diferente, com um novo pensamento, um novo agradecimento. Vendo o que além dos olhos podem mostrar.
A cada novo dia temos a chance de sermos melhores, basta uma  passadinha diante do espelho observando nossa face, se temos apenas uma boca, dois ouvidos e dois olhos, até mesmo isso tem um significado que vai além da estética. Para ouvir e ver mais que falar.
Do nosso protagonista do editorial de hoje, eu sei pouco, o mesmo que as pessoas que estiveram no mesmo local.
Mas a esse brasileiro forte, o agradecimento pela lição de vida, pelo trabalho e por ter me mostrado que sempre somos capazes de muito mais, a deficiência é apenas física, pois sua força de vontade pode mais que seus braços poderiam.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Mais humano impossível

O que chama a atenção é a forma como as famílias são tratadas

Invasão nas margens da BR-070

Um problema de mais de três décadas perto do fim

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.