ECONOMIA /

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2019, 07h:00

A | A | A

Sete novas indústrias devem se instalar em novo distrito industrial de Primavera

Estima-se uma geração de 500 empregos diretos


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Encontra-se em fase de desmembramento a área em que deve ser instalado o novo distrito industrial de Primavera do Leste. Localizado às margens da BR 070, saída para Cuiabá, logo após a delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O distrito inicialmente terá capacidade para a instalação de 10 indústrias de grande porte. Sete dessas vagas já estão preenchidas, porém, os segmentos que devem atuar não foram divulgados.

Com a instalação de mais um distrito industrial estima-se que cerca de 500 empregos nas mais diferentes áreas sejam gerados diretamente.

De acordo com a Prefeitura, os recursos para a aquisição do terreno são provenientes da verba adquirida pela Prefeitura com o leilão de terrenos próprios localizados no Jardim Riva. 

Pensando em atrair indústrias para cidade, no dia 21 de dezembro de 2018, foi publicada a Lei 1.779 que institui o Plano de Incentivo Industrial do Município.  O Plano apresenta alguns benefícios a indústrias que venham a se instalar, ou que venham a ampliar as instalações, desde que os investimentos sejam comprovadamente relevantes para a geração de divisas, geração de emprego e renda, e, acima de tudo, assegurem qualidade de vida à população, através da proteção e conservação ambiental.

 

BENEFÍCIOS SÃO OFERECIDOS ÀS INSTALAÇÕES NOVAS E ANTIGAS QUE PRETENDEM AMPLIAR SERVIÇOS

Os incentivos oferecidos são: A realização pelo Município de serviços de terraplanagem, na área necessária ao desenvolvimento da atividade, limitado à disponibilidade orçamentária e financeira do Município, o que somente será deferido após a respectiva aprovação do projeto de engenharia pelos órgãos competentes;  a realização de cursos de formação e especialização de mão de obra para as empresas;  divulgação das empresas e serviços em folhetos ou outros meios de divulgação disponíveis;  e a disponibilidade de compra de terrenos com desconto de 95% do valor de mercado atual do imóvel.

 Outros benefícios oferecidos referem-se ao pagamento de tributos como: Isenção total do Imposto Predial e Territorial Urbano nos dois primeiros anos de atividade e desconto no valor total do imposto até o quinto ano, nas seguintes proporções:  65% (sessenta e cinco por cento) no terceiro ano de atividade;  50% (cinquenta por cento) no quarto ano de atividade; 25% (vinte e cinco por cento) no quinto ano de atividade;  isenção da Taxa de Licença para a execução da obra;  postergação total do ISS, pelo prazo máximo de 04 (quatro) anos, para empresas que venham a se instalar no Município.

Para ter acesso aos incentivos os representantes das indústrias também devem seguir algumas regras estabelecidas na lei, entre elas estão: garantir no mínimo 20 empregos diretos, com crescimento no quadro funcional de 10% ao ano, durante o período de cinco anos devendo a empresa comprovar anualmente que 50% (cinquenta por cento) dos seus funcionários residam no Município. Outra exigência apresentada está no fato de a construção da indústria ser iniciada no prazo de 120 dias após aprovado o projeto.

Com a aprovação da lei e o interesse expresso por sete empresas é possível afirmar que Primavera do Leste está na rota certa. Dados divulgados em maio de 2018, ressaltam que em Primavera do Leste há 697 indústrias, segundo dados esses números correspondem a indústrias extrativistas, indústrias de transformação, indústria de eletricidade e gás, água esgoto atividades de gestão de resíduos e descontaminação, indústria de construção, indústrias de alimentação, indústrias de informação e comunicação, indústrias de atividades científicas e técnicas entre outras; juntas, essas industrias geraram no último ano 1806 vagas de trabalho.

Essas industrias já instaladas na cidade também podem fazer uso dos benefícios previstos na lei 1.779, porém, para ter o direito devem não ter se beneficiado da lei Lei nº 578, de 1999, e é exigido que ampliação dos serviços e atividades industriais seja de no mínimo 40%.

Essas empresas terão no ano seguinte a ampliação a isenção do IPTU incidente sobre esta área ampliada, e desempenhem atividade não poluente, e demonstrem acréscimo na geração de empregos de no mínimo, 20% (vinte por cento) em relação aos empregos até então ofertados.

Além disso a indústria passa a ter os mesmos outros benefícios previstos a indústrias novas

 

DADOS IMPORTANTES SOBRE O ESTADO

Segundo dados da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso, Fiemt, a indústria em Mato Grosso emprega 132.108 trabalhadores, o que corresponde a 17,1% da mão de obra empregada no estado. Possui produto Interno Bruto – PIB industrial (Valor Adicionado Bruto) de R$ 17,1 bilhões, equivalente a 17,5% do VAB total estadual.

O setor é responsável por arrecadar R$3,54 bilhões em ICMS – 39,1% da arrecadação estadual.

1 Comentário(s)
Muito bom. Mas deveriam publicar o valor da aquisição da área, e o valor estimado de cada lote. Para sabermos o quanto vai nos custar estes 95% de desconto.
enviado por: ANDERSON em 21/01/2019 às 09:11:12
0
 
0
responder

MAIS Primavera Do Leste

Novo pedágio na MT-130 pode inviabilizar setor produtivo

Produtores rurais são contra concessão do trecho entre Primavera e Paranatinga

Audiência pública para discutir pedágio em estrada que liga a Paranatinga foi realizada

A audiência tem ainda a missão de esclarecer sobre os termos no edital

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

20.09.2019 - 10h06
20.09.2019 - 10h04
20.09.2019 - 10h02
20.09.2019 - 09h58
20.09.2019 - 09h55
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.