Terça-feira, 24 de Março de 2020, 11h:14

A | A | A

Prefeitura em MT decreta toque de recolher; famílias têm 25 minutos para irem às compras

De acordo com o decreto, somente uma pessoa de cada família poderá entrar no supermercado, mercado e mercearia para adquirir os mantimentos


Imagem de Capa
REPORTER MT

O prefeito de Sapezal (499 km de Cuiabá), Valcir Casagrande (PSL), decretou toque de recolher e restringiu o funcionamento do comércio como forma de prevenção à disseminação do novo coronavírus, o Covid-19, no município.

As medidas estão no decreto 34/2020, publicado na segunda (23), que vigência prevista até o dia 5 de abril.

Os supermercados, mercados e mercearias da cidade poderão funcionar de segunda a domingo, das 6h às 20h, sendo permitida a entrada de apenas uma pessoa de cada família para realizar as compras em 25 minutos.

O decreto determina ainda que esses estabelecimentos intensifiquem a higienização de carrinhos, cestas, máquinas de cartão e disponibilize um funcionário para higienizar as mãos dos clientes.

Os estabelecimentos fazem parte dos serviços ou atividades que não serão obrigados a suspenderem o atendimento até a vigência do decreto. Também fazem parte da lista as seguintes atividades: farmácias e drogarias; postos de combustíveis, distribuidora de gás; distribuidora de água e bebidas; laboratórios, consultórios e clínicas; veterinárias e estabelecimentos agropecuário, em regime de plantão; mecânicas e borracharias, em regime de plantão; restaurantes, pizzarias e lanchonetes somente atendimento delivery; empresas do ramo da construção civil, em atendimento de plantão.

As agências bancárias, dos correios e casas lotéricas deverão evitar a entrada de mais de três pessoas, em caso de filas deverá ser respeitado o distanciamento mínimo de dois metros por pessoa.

De acordo com o decreto, caso algum estabelecimento descumpra algumas das medidas poderá ser interditado e ter o alvará cassado. 

O toque de recolher em Sapezal será das 20h até às 5h em todos os dias da semana até o dia 5 de abril. Quem não atender a determinação poderá sofrer sanções penais.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz