propaganda

ELEIÇÕES 2020 /

Segunda-feira, 16 de Novembro de 2020, 06h:30

A | A | A

Léo Bortolin vence em Primavera do Leste com 89% dos votos

Mais de 13 mil pessoas deixaram de votar este ano


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Mais de 32 mil eleitores compareceram a um dos 141 locais de votação em Primavera do Leste, em Campo Verde foram em torno de 22 mil eleitores que comparecem aos 82 locais de votação. Como era esperado o número de pessoas que deixaram de votar foi grande, sendo mais de 13 mil em Primavera e 7.727 em Campo Verde.

Uma mudança no sistema de apuração de votos causou o atraso na divulgação dos resultados, segundo o Secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Luis Cézar Darienzo.

Diferente das eleições anteriores, em que o TRE repassava os dados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), neste ano, o TSE foi quem passou os dados ao TRE.

O TSE informou que o problema não tem nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrada na manhã de domingo (15).

1847c804-56f5-4584-a4e3-0f6a0f636f7c.jpg

Léo Bortolin

Em Primavera do Leste, Leonardo Tadeu Bortolin foi eleito com 89% dos votos válidos, ou seja, obteve 29.591 votos, o que lhe garantiu a vitória, sobre o adversário Marcos Felippi que recebeu 10.96% dos votos, totalizando 3.215 votos.

ELEITOS PRIMAVERA foto.jpg

 

 

Este foi o primeiro ano em que não houve coligação para as eleições de vereadores. A distribuição foi feita por partidos. O partido que teve mais vereadores eleitos foi o Movimento Democrático Brasileiro – MDB, com cinco cadeiras, e os vereadores eleitos foram: Vanessa Melo, com 790 votos, Giovana com 718, Zancanaro com 625, Nhonho com 593 e Manoel Mazutti que obteve 492 votos.

Com direito a três cadeiras. Pelo Democratas foram eleitos:  Renato Cozanelli com 640, Sergio Crocodilo com 460 votos e Temazin Pedreiro com 422.

O Partido Verde – PV, elegeu : Karla da Saúde que foi a vereadora mais votada com 852 votos. Kinha Juriti conquistou uma cadeira com 329 votos.

Os partidos Progressistas, Partido Democrático Trabalhista, Partido Social Democrático, Partido Socialista Brasileiro e Podemos, tiveram um candidato eleito cada um, sendo eles:  Luizinho Magalhães que obteve 656 votos, Luiz Costa 558 votos, Valdeci Vado que teve 623 votos, Tayllan Zanatta com 690 votos e Adriano com 433.

Dos atuais 15 vereadores apenas quatro foram reeleitos, sendo eles Luis Costa, Nhonho, Manoel Mazutti e Kinha Juriti.

Os partidos Democracia Cristão, Partido Socialista Cristão e Partido do Trabalhadores, não terão representantes no legislativo municipal.

Esta é a quarta eleição seguida em que Bortolin, de 35 anos, sai vencedor. Em 2012 foi eleito vereador e reeleito em 2016. Depois, a Justiça Eleitoral indeferiu o registro de candidatura do então prefeito Getúlio Viana (PSB) e ele acabou deixando o cargo em setembro de 2017.

Bortolin era o presidente da Câmara e ficou interinamente no cargo até a realização da eleição suplementar, em novembro daquele ano, quando foi eleito prefeito para o mandato atual. O vice-prefeito eleito é Ademir Goés (DEM), produtor agropecuário da região.

“Estou muito feliz, muito feliz. Porque eu acredito que a campanha de reeleição de um prefeito vai de acordo com o resultado do serviço do primeiro mandato, e a avaliação é que temos bons resultados. Isso aumenta o peso da nossa responsabilidade, minha e do vice Ademir, para darmos continuidade ao desenvolvimento e ao crescimento econômico de Primavera. Sempre pensando nos pilares sociais, mas tendo como foco o desenvolvimento para tonar Primavera a melhor cidade de mato grosso”, disse Leonardo Bortolin.

 

SENADO

Carlos Fávaro (PSD) venceu a eleição suplementar realizada neste domingo (15), em Mato Grosso, e assume a vaga no Senado a partir de janeiro. O parlamentar teve 25,98% dos votos válidos contra 20,44% da Coronel Fernanda e 10,98% de Nilson Leitão (PSDB). O senador ingressou na política em 2005. Foi vice-governador do estado entre os anos de 2014 e 2018, durante a gestão de Pedro Taques.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Caso a vacina para a Covid-19 seja liberada no Brasil, você pretende tomar?
Sim, se for a Chinesa
Sim, se for a Russa
Sim, se fosse outra
Nem pensar
Não tenho opinião formada sobre o assunto