MELHORIAS /

Segunda-feira, 23 de Abril de 2018, 07h:00

A | A | A

Lei sancionada e inventário visam explorar 25 pontos turísticos

Com a aprovação da lei foi possível criar o Conselho Municipal de Turismo


Imagem de Capa
Ítalo Berto

Com quase 32 anos de emancipação, o município de Primavera do Leste possui 25 pontos turísticos, 25 hotéis, 12 espaços para eventos, seis agências de viagens e dentro das 92 rotas de turismo de Mato Grosso, faz parte da Rota dos Ipês e das Águas, junto com Poxoréu, Rondonópolis e Itiquira. O município alcança a terceira colocação no ranking de cidades que mais recebem turistas, conforme informações da Secretaria de Cultura, Turismo, Lazer e Juventude (Secult). O motivo seria a potencialidade do agronegócio local.

Mas nem só o agronegócio é capaz de atrair visitantes. O problema é que os 25 pontos turísticos citados no parágrafo acima não são explorados por falta de, até então, iniciativa do Poder Público. Porém, atualmente, a gestão municipal apresenta diversos projetos que prevê a fomentação ao turismo, visando mais emprego e espação da economia.

Na sessão da Câmara Municipal, realizada na segunda-feira (16), os parlamentares aprovaram o projeto de lei 1.715/2018, que cria o Conselho Municipal de Turismo e o Fundo Municipal de Turismo de Primavera do Leste. A lei foi sancionada e publicada no Diário Oficial na última sexta-feira (20).

O Conselho de Turismo (Contur), ainda sem membros nomeados, terá diversas responsabilidade como: coordenar, incentivar e promover o turismo através de ações aprovadas em plenário; estudar e propor medidas de difusão e amparo ao turismo; promover campanhas de fomento e investimento no turismo cultural, religioso, ecológico e de negócios; e mais tantas outras funções que visam evidenciar as potencialidades turísticas de Primavera do Leste.

Já o Fundo de Turismo (Funtur) tem como objetivo adquirir recursos para serem aplicados exclusivamente na incrementação, fomento, divulgação e promoção do turismo de Primavera do Leste, por meio de verbas destinadas pelos governos estadual e federal, doações orçamentárias próprias, doações e auxílios de terceiros e outros.

 

CARTILHA DO TURISMO

 

A lei sancionada pode ser um passo para o desenvolvimento do turismo local, mas de acordo com o coordenador de turismo, a intenção do Poder Executivo é ir além.

Conforme o coordenador de turismo, Eraldo Fortes. A Secult está fazendo um inventário turístico, a partir daí a proposta é fazer um catálogo de todos os pontos, contendo a história dos patrimônios para a divulgação para os visitantes.

A prefeitura ainda não sabe precisar quantos turistas Primavera atrai mensalmente e o quanto a presença de pessoas de fora impacta na economia local, mas garante que, junto ao levantamento realizado, conseguirá, além dessas informações, descobrir de onde esse público vem, quais são os destinos procurados dentro do município e qual o tipo de turista que investe em Primavera.

Para isso, estão sendo entrevistados os proprietários dos pontos turísticos privados. Busca-se informações sobre: qual o tipo de atrativos, distância da cidade, quilômetros de estrada pavimentada e de terra até chegar ao destino, sinalização, quais tipos de serviços prestados, refeição e quais as belezas naturais exploráveis no local.

“Se uma pessoa vem para uma conferência, ela não sabe que temos a lagoa azul e as águas quentes, por exemplo. A partir do catálogo, vamos oferecer para o turista as possibilidades de visitação”, promete Eraldo.

Fortes complementa que faz parte do projeto a política de incentivo e valorização do turismo. “É obrigação do município fazer a identificação dos pontos turístico. É de interesse nosso a divulgação dos atrativos”. E também, “vamos implantar o Centro de Apoio ao Turista (CAT), além de cadastrar todas as agências, bares, restaurantes e similares e capacitar guias turísticos”, finaliza o coordenador.

O proprietário do pesque-pague Água Viva, Abel Tessário dos Passos, avalia esta iniciativa como positiva. “As opções de lazer em Primavera do Leste têm que ser mostradas. Assim teremos mais vantagens para o município. Tem muita coisa escondida que poderia estar movimentando a cidade”, opina.

Ele lembra que já houve tentativa de cadastras os estabelecimentos turísticos junto ao município no passado. “Espero que desta vez saia do papel, porque a gente investe tanto e não tem apoio”, comenta Abel.

1 Comentário(s)
Porquê não investem no Agro turismo....fazendo eventos voltados para trazer agricultores de outros estados / países para conhecer a tecnologia aplicada no MT.
enviado por: Flávio Marcelo em 17/06/2018 às 21:21:47
0
 
0
responder

MAIS Primavera Do Leste

Audiência pública para discutir pedágio em estrada que liga a Paranatinga foi realizada

A audiência tem ainda a missão de esclarecer sobre os termos no edital

Mesmo na seca, notificações de casos dengue não diminuem

Número continua a colocar Primavera em alerta para epidemia da doença

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.