propaganda

RETROSPECTIVA /

Sexta-feira, 27 de Dezembro de 2019, 07h:00

A | A | A

Crimes reduzem consideravelmente em Primavera do Leste

Polícia Militar registrou 1.777 ocorrências


Da Redação

Os números de ocorrências registradas em 2019, em Primavera do Leste, reduziram consideravelmente se comparado com o ano de 2018. Neste ano, a Polícia Militar registrou 1.777 ocorrências enquanto no passado foram 2.097, uma redução de quase 18%. Um bem significativo levado em consideração, é que a cidade está em constante evolução financeira e acaba sempre atraindo vários tipos de pessoas.

Em 219, os policiais retiraram de circulação 53 armas, no levantamento feito pelo polícia, a qual o jornal O Diário teve acesso, as apreensões se referem a espingardas, pistolas e revolveres e a simulacros (armas de mentira). Conforme o comandante do 14º Batalhão de Primavera do Leste, o tenente-coronel Lindberg Carvalho, esses números representam muito mais que armas retiradas de circulação, representam também crimes evitados. “A gente já chegou a ter números mais expressivos em anos que a violência era maior. Porém, esse número não deixa de ser significativo, pois quando a PM apreende uma arma, a PM impediu ou um roubo, homicídio ou até mesmo latrocínio. Porque o bandido via de regra não anda armado. Quando ele pega a arma é para executar o intento dele. Essa arma seria usada para roubo e homicídio, então neste número tem uma cifra negra de roubos e homicídios que foram evitados”, explicou.

Através de rondas ostensivas realizadas pela cidade, os policiais, no ano de 2019, conseguiram encontrar 72 foragidos da Justiça, apreender 53 armas brancas e 526 munições, sendo 110 deflagradas e 416 intactas. Além disso a PM recuperou 27 veículos que haviam sido furtados ou roubados e conduziu para delegacia 30 pessoas por porte ilegal de arma.

De acordo com o comandante do Batalhão, esse número só se torna possível graças às abordagens realizadas pelos policiais, que refletem em mais segurança para toda a população.  “Às vezes o cidadão se sente ofendido quando a Polícia Militar o aborda, mas é abordando que a gente recupera, que encontramos drogas e um foragido da Justiça”, ressaltou.

O número de furtos registrados em 2019 também apresentara uma redução, caindo de 200 em 2018, para 137 em 2019. O mesmo ocorreu com os roubos que reduziu de 138 no ano passado para 74 em 2019.  O tenente-coronel ressalta que esta redução só se torna possível graças ao empenho e dedicação dos policiais e também a união entre várias entidades. “O diferencial para manter os índices baixos e manter uma curva descendente nos últimos anos é em virtude do interesse do policial em prestar um excelente serviço. Apesar da dificuldade dos recursos, os policiais vêm superando as dificuldades e a cada ano melhorando cada vez mais, pois todos os anos conseguimos ter um resultado melhor”, ressaltou Lindberg, que fez questão de ressaltar a parceria com a Prefeitura, Poder Judiciário, PRF, Conseg e Polícia Civil. “Destaco a ação da prefeitura que foi quem mais buscou juntar e aproximar as instituições para que conseguisse otimizar as forças e os recursos. Temos o privilégio de ter um prefeito muito engajado nestas causas e as entidades também todos muito preocupados em manter a paz”.

Ainda conforme o levantamento feito pela Polícia Militar, no ano de 2019, foram registradas 105 ocorrências envolvendo apreensão de entorpecentes, 14 tentativas de homicídio e sete estupros.

O comandante do Batalhão diz ter orgulho dos números alcançados em relação à diminuição da violência em Primavera do Leste. “Temos orgulho por ter conseguido ter uma redução expressiva desses índices e todos anos vamos tentar diminuir cada vez mais. Isso demostra que nossos policiais são abnegados e não se furtam a responsabilidade de prestar o serviço. A gente tem produzido muito. Produzido segurança através da ação. Nossos policiais sempre foram exemplo para o estado. Nossos números de desvio de conduta são mínimos, são históricos pontuais e raros. São policiais que procuram prestar serviços da melhor forma possível. O que nós temos de números de serviço bem feito, mesmo com efetivo baixo e recursos reduzidos, é em relação à vontade de fazer esse trabalho diferenciado, isso vai do mais recruta até o comandante da unidade”, finalizou.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz