DIREITO /

Segunda-feira, 14 de Maio de 2018, 07h:00

A | A | A

Benefício de auxílio-reclusão é oferecido para 12 reeducandos da Cadeia Pública de Primavera do Leste

Este direito garantido pela Constituição Federal, que visa assegurar a manutenção dos dependentes do segurado de baixa renda.


Imagem de Capa
Pérsio Souza

O reeducando em regime fechado ou semiaberto, durante o período de reclusão ou detenção, que possui dependente, tem direito ao auxílio-reclusão. O benefício assegurado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode ser destinado para cônjuges, filhos, pais e até irmãos. Dos 170 presos da Cadeia Pública de Primavera do Leste, 12 deles possuem direito ao auxílio-reclusão.

Segundo o INSS, o auxílio-reclusão é um benefício devido aos dependentes do segurado da providência social que for recluso em regime semiaberto ou fechado e que não receba remuneração da empresa, auxílio-doença, aposentadoria ou abono de permanência. Este direito garantido pela Constituição Federal, que visa assegurar a manutenção dos dependentes do segurado de baixa renda.

O órgão salienta que este não é um benefício que “paga o preso” ou “beneficia os detentos”, mas sim de benefício aos dependentes do segurado da previdência social. Vale salientar que só tem direito aquele que teve o último salário de contribuição tenha sido igual ou inferior a R$ 1.319,18.

O reeducando ter dependentes não significa que ele terá o direito, pois o benefício necessita de comprovação de alguns dados como por exemplo a comprovação de qualidade e se não recebe outro benefício da previdência, que seja incompatível com este.

Entre os requisitos que devem ser preenchidos, os principais são:

Em relação ao segurado recluso:

- Possuir qualidade de segurado na data da prisão (ou seja, estar trabalhando e contribuindo regularmente);

- Estar recluso em regime fechado ou semiaberto (desde que a execução da pena seja em colônia agrícola, industrial ou similar);

- Possuir o último salário de contribuição abaixo do valor previsto na legislação, conforme a época da prisão;

Em relação aos dependentes:

- Para cônjuge ou companheira: comprovar casamento ou união estável na data em que o segurado foi preso

- Para filhos e equiparados: possuir menos de 21 anos de idade, salvo se for inválido ou com deficiência;

- Para os pais: comprovar dependência econômica;

- Para os irmãos: comprovar dependência econômica e idade inferior a 21 anos de idade, salvo se for inválido ou com deficiência.

Além de estar dentro dos requisitos citados acima, há uma lista de documentação original que deve ser apresentada para comprovação. Os documentos necessários. Essa lista pode ser consultada no site do próprio INSS, através do www.inss.gov.br.

Este auxílio tem duração variável conforme a idade e o tipo do beneficiário. Vale ressaltar que, caso o segurado seja colocado em liberdade, fuja da prisão ou passe a cumprir pena em regime aberto, o benefício é encerrado.

Conforme o próprio órgão, há uma confusão de como é calculado o valor que a família do preso recebe ou irá receber. O benefício é com base nos cálculos das contribuições previdenciárias que o segurado realizou. Pode ocorrer do valor recebido ser superior R$ 1.318,18.

Outras informações e demais dúvidas podem ser retiradas pelo telefone 135 do INSS ou pelo site. O atendimento telefónico funciona das 7h às 22h, de segunda-feira a sábado.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Audiência pública para discutir pedágio em estrada que liga a Paranatinga foi realizada

A audiência tem ainda a missão de esclarecer sobre os termos no edital

Mesmo na seca, notificações de casos dengue não diminuem

Número continua a colocar Primavera em alerta para epidemia da doença

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.