REFLEXÃO /

Sexta-feira, 05 de Julho de 2019, 07h:00

A | A | A

Para todo mal há cura

“Enquanto você não se perder de si mesmo será amado, pois o que você é significa muito mais do que o que você faz.” Pe Fábio de Melo


Imagem de Capa
Luciene Afonso

A raiz da rejeição está em não se sentir amado em um determinado momento da vida. Um processo doloroso que tem início geralmente na infância, quando de alguma forma a criança se sente menos amada que um outro irmãozinho ou deixada de lado pelos pais segundo a sua própria interpretação.

E mesmo sem saber, alguns pais continuam a agir de maneira comparativa com os filhos até depois de adultos, esquecendo de que cada um é único e na essência todos queremos uma coisa só, sermos amados, e não melhor que ninguém.
É necessário uma disposição genuína para administrar a dor da rejeição na vida adulta. 
Da mesma maneira  que uma medicação pode dar reações adversas de acordo com o organismo, resignificar essa dor em alguns casos, pode demorar longos anos da prática de compaixão e perdão, de si mesmo e ao outro. Inconscientemente as atitudes de alguém que passou pela experiência marcante da rejeição são de não valorizar gestos de carinho e validação, desacreditando que pode ser amada e respeitada, e, quando o relacionamento está desgastado pelos conflitos, a dor que estava como pano de fundo, sem receber muita importância, vem à tona em um turbilhão de emoções, como overdose de um vício que pode levar cada dia mais para o fundo do poço o dependente.
Enquanto não houver uma atitude consciente e positiva que vá de encontro a uma completa reabilitação emocional, qualquel intervenção superfícial vai somente afagar o processo doloroso que a rejeição é produzir.
Se em sua história de vida você passou por essa experiência, aproveite o vazio que a rejeição deixou em você e anseie por viver em novidade de vida com propósitos definidos, preenchendo cada espaço com histórias onde você é o personagem principal e nunca mais permita que os outros pautem sua felicidade, já é um excelente começo! 
“Plante seu jardim e decore sua alma ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.* Willian Shakespeare

 

Luciene Afonso
Master Coach
Jornalista
Palestrante
Analista de Perfil Comportamental

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz