Saúde /

Sexta-feira, 13 de Setembro de 2019, 22h:30

A | A | A

Após sofrer acidente, adolescente perde a memória a cada duas horas

A estudante Riley Horner, do estado norte-americano de Illinois, é a personificação da personagem de Drew Barrymore no filme 'Como se fosse a primeira...


Imagem de Capa

A estudante Riley Horner, do estado norte-americano de Illinois, é a personificação da personagem de Drew Barrymore no filme 'Como se fosse a primeira vez'. Todos os dias ela acorda com a certeza de que está no dia 11 de junho de 2019, data em que sofreu um acidente que causou danos sérios ao cérebro da adolescente que perde a memória recente, em média, a cada duas horas. 

dedo com barbante vermelho arrow-options
Shutterstock/Divulgação
Em média a cada duas horas, adolescente norte-americana perde a memória

Leia Mais: Mulher consegue se lembrar de tudo desde que era recém-nascida

Após o acidente  - um chute acidental na cabeça, vindo de outro estudante que “surfou” na multidão durante uma festa - Riley sofreu dezenas de convulsões. É como se a jovem tivesse a memória "reiniciada" em curtos períodos de tempo. 

Em entrevista à rede de televisão WQAD, a mãe da adolescente, Sarah Horner, contou parte do drama em que a família vive desde então. De acordo com ela, Riley não consegue se lembrar de fatos importantes como a morte do seu próprio pai, falecido há uma semana.

Além disso, a estudante enfrenta sérios problemas cotidianos, como a necessidade de levar consigo todos os objetos pessoais por não conseguir recordar-se do número do seu armário na escola. 

Leia mais: Gêmeas com doença dos ossos de vidro impressionam médicos

A vida escolar também é um desafio. Para não desistir dos estudos, a adolescente mantém uma rotina que envolve um alarme a cada duas horas, que permite que ela se lembre de checar todas as anotações detalhadas que escreve nas aulas. 

“Eu tenho um calendário na minha porta e quando acordo vejo que é setembro. Sempre fico assustada”, contou Riley ao canal de TV. “Eu sei que é horrível para a minha família e é difícil pra mim. Ninguém consegue entender o que está acontecendo. É como um filme”, disse.

Os médicos ainda não têm certeza do que exatamente pode causar os sintomas em Riley. O primeiro diagnóstico foi uma concussão . Após muitas visitas ao hospital e exames, os médicos confessaram que não entendem o que pode estar errado. “Não há sangramento cerebral , não há tumor”, explicou Sarah. 

Leia Mais: Com 11 netos, mulher tornou-se 'guru fit' após os 60 e exibe corpo de dar inveja

Agora, a família da adolescente corre contra o tempo para tentar encontrar respostas que possam fazer com que Riley tenha uma vida melhor. “Os médicos dizem que ela pode ficar assim para sempre e eu não posso me conformar com isso”, disse a mãe. 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz