Politica MT /

Terça-feira, 17 de Março de 2020, 19h:31

A | A | A

ALMT adia seminário da educação inclusiva e simpósios de autismo, dislexia e violência da mulher

Foto: Ronaldo Mazza Por conta de prevenção aos efeitos do coronavírus (Conavid-19), a Assembleia Legislativa adiou a realização...


Imagem de Capa
Foto: Ronaldo Mazza Por conta de prevenção aos efeitos do coronavírus (Conavid-19), a Assembleia Legislativa adiou a realização do “1º Seminário da Educação Inclusiva – Compreender para conhecer as diferenças” que estava programado para ocorrer na sexta-feira (20) no município de Rondonópolis (225 km ao Sul de Cuiabá). A decisão foi tomada em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis. No dia 11 de março, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu a pandemia do coronavírus e ressaltou que uma das formas de prevenção é evitar a aglomeração de pessoas em ambientes fechados. Outro evento adiado estava programado para os dias 25 e 26 de março. Trata-se do I Simpósio “Legislação e Políticas Públicas – Combatendo à violência e promovendo os direitos humanos pela equidade entre mulheres e homens”. É uma iniciativa da Câmara Setorial Temática da Mulher instalada no primeiro semestre deste ano a pedido do deputado Wilson Santos (PSDB). Também foi adiado, pelo mesmo motivo de prevenção à saúde pública e coletiva, a realização do Simpósio do Autismo programado para ocorrer nos dias 2 e 3 de abril no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros. A previsão é que o evento seja marcado agora para os dias 6 e 7 de agosto. Ainda houve o adiamento do Simpósio da Dislexia que estava programado para os dias 19 e 20 de maio. O evento será realizado nos dias 8 e 9 de outubro no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros. Todos estes eventos são realizados por iniciativa do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) dentro da proposta de debater políticas públicas destinadas ao público feminino e métodos de educação inclusiva com profissionais das áreas de saúde, educação e segmentos da sociedade civil. A decisão do Legislativo segue a recomendação do decreto assinado em caráter emergencial pelo governador Mauro Mendes (DEM) no dia 16 de março. Ficou determinado que o governo do estado não realizará nenhum evento com quantidade superior a 200 pessoas. No mesmo decreto, houve uma recomendação neste sentido à iniciativa privada. A regra segue parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz