Mulher /

Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h:40

A | A | A

Mãe expõe estrias na barriga, vira modelo e incentiva outras mulheres

A britânica Chelsea Outram, de 23 anos, ficou com muitas estrias na barriga depois de engravidar de Amara, que hoje tem três anos. Sem vergonha...


Imagem de Capa

A britânica Chelsea Outram, de 23 anos, ficou com muitas estrias na barriga depois de engravidar de Amara, que hoje tem três anos. Sem vergonha do seu corpo, ela faz sucesso no Instagram e atualmente faz trabalhos como modelo. Ela diz que continuará mostrando seu corpo de forma real para inspirar outras mulheres a se aceitarem e não cederem à pressão estética .

Chelsea Outram resolveu expor suas estrias na barriga no Instagram e muitas mães se sentiram representadas por ela
Reprodução/Instagram
Chelsea Outram resolveu expor suas estrias na barriga no Instagram e muitas mães se sentiram representadas por ela


Em entrevista ao portal britânico “The Sun”, a jovem conta que recebe muitos comentários ofensivos nas redes sociais. Ela diz que muitos seguidores criticam o corpo dela e muitas mulheres comentam que os homens não querem ver as estrias dela, mas a britânica deixa claro que não liga para as críticas e não tem que agradar os homens.  

Um dos comentários que Chelsea achou mais ofensivo diz o seguinte: “É por isso que você está solteira, os homens não querem ver esse tipo de barriga, faça apenas selfies”. Ela claramente não deixa isso barato e rebate: “Eu não faço isso para obter aprovação dos homens, é algo estritamente para ajudar as mulheres e mães quem estão lutando [contra os padrões]”.

Chelsea, que soma mais de 64,8 mil seguidores no Instagram e é uma influenciadora digital, mostrou pela primeira vez uma foto de suas estrias em agosto de 2017 e foi elogiada e considerada uma inspiração por outras mães. Toda essa repercussão fez com que ela continuasse mostrando seu corpo do jeito que ele realmente é.

Para a britânica, as pessoas enxergam os influenciadores como perfeitos e, por isso, os seguidores acham tão incrível o fato dela mostrar as “falhas” que possui e como ela aceita isso com muito amor-próprio. “No geral, a resposta que eu recebo toda vez que eu posto uma foto é incrível e me faz querer continuar postando mais fotos similares. Já teve mulheres que me disseram que eu as ajudei a superar a depressão”, conta a jovem.

Estrias rendem trabalho como modelo


Com toda essa representatividade e aceitação, Chelsea foi abordada por uma agência de modelos pelo Instagram, mas ela ignorou a proposta por um ano porque achava que não seria aceita por ter engordado durante a gravidez. Como eles insistiram, e a mãe resolveu reponder que seu manequim havia aumentado e, para sua surpresa, a agência disse que a queria como modelo mesmo assim.

“Eles me contrataram como a primeira modelo com curva da agência e isso me fez sentir tão para cima que eu só pensava: 'Eu posso ser um modelo tendo curvas e posso ter estrias”, comenta a mãe que chegou a odiar seu corpo após a gravidez, mas agora ama forma física.

Conseguindo muitos trabalhos, Chelsea se sente como uma referência para outras mulheres. “Estar nessa indústria é muita pressão, pois minha renda é baseada na minha aparência. Por outro lado, eu acho que quanto mais as pessoas reconhecem que ninguém é perfeito e que todos têm ‘falhas’ fica mais fácil para garotas como nós entrar nessa indústria.”

Leia também: Cinco corpos e mulheres diferentes, mas a mesma pressão estética

Ela não cogita fazer nenhum procedimento estético para diminuir as marcas que possui sua barriga. “Ao invés de remover, eu as mantenho. Minhas estrias estão me rendendo muitos contratos. Espero que, no verão, eu esteja postando fotos de minhas usando biquínis e desejo que isso ajude outras mulheres a abraçarem seus complexos”, finaliza.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz