Internacional /

Quinta-feira, 07 de Novembro de 2019, 14h:30

A | A | A

Aluguel de dois anos! Mulher esquece de devolver livros e acaba sendo presa

arrow-options Reprodução Melinda Sanders-Jones disse que esperava receber multa, e não uma pena tão pesada Um caso bizarro envolvendo o aluguel de...


Imagem de Capa
Melinda arrow-options
Reprodução
Melinda Sanders-Jones disse que esperava receber multa, e não uma pena tão pesada

Um caso bizarro envolvendo o aluguel de dois livros aconteceu em Charllote, no estado norte-americano da Carolina do Norte. Na última terça-feira (5), uma mulher foi condenada a 93 dias de prisão por demorar mais de dois anos para devolver dois exemplares que pertencem a biblioteca da cidade.

Leia também: Mãe de Flordelis 'aconselha' neto preso e juíza critica: "conduta inaceitável"

Segundo informações de uma afiliada da NBC, tudo começou quando Melinda Sanders-Jones foi ao local para tirar cópias de alguns documentos, mas foi impedida por um funcionário da biblioteca. Segundo ele, ela não poderia utilizar as máquinas porque estava banida. O motivo? Ainda estava em posse de dois livros que havia alugado há cerca de dois anos.

Ao entrar em contato com o marido e repassar a informação, Melinda descobriu que os dois exemplares estavam em uma das estantes de sua casa: um de “Where the Sidewalk Ends” e outro de “Night”. Porém, a surpresa aconteceu quando realizou a devolução à biblioteca .

Em entrevista à CBS, ela disse que esperava receber uma multa pelo atraso, mas jamais imaginou que poderia ser acusada de roubo: "realmente não acho que ir para a cadeia por causa de dois livros é aceitável. Eu não estava tentando roubar nada".

Além disso, revelou ter recebido uma ligação do chefe, que lhe disse ter sido informado sobre a emissão de um mandado de prisão em seu nome e que isso poderia lhe custar o emprego.

"No momento da ligação, eu estava dirigindo para casa. Tive que parar o carro porque comecei a rir demais, até que ele me disse que estava falando sério. Isso tudo é tão ridículo, e não tem a menor necessidade de acontecer", lamentou.

Leia também: Homem mata, esquarteja e enterra corpo de mochileira que conheceu por aplicativo

Melinda foi autuada e, caso seja considerada culpada, poderá pegar até 93 dias de prisão, além de pagar uma multa de 500 dólares (cerca de R$ 2 mil). A audiência está marcada para a tarde desta quinta-feira (7), quando ela tentará se defender das acusações, ressaltando que isso pode trazer graves danos ao seu futuro profissional.

Procurada, a biblioteca de Charlotte disse que não comenta casos isolados, mas garantiu que envia notificações aos clientes quando os aluguéis de livros expiram.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Too many connections