Economia /

Sexta-feira, 09 de Novembro de 2018, 13h:24

A | A | A

Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias pela quinta vez consecutiva

Agência Brasil Segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo) feito na semana passada, o preço da gasolina nos postos ficou em R$...


Imagem de Capa
Segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo) feito na semana passada, o preço da gasolina nos postos ficou em R$ 4,709 por litro, em média – mais de R$ 3 acima do valor praticado nas refinarias
Agência Brasil
Segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo) feito na semana passada, o preço da gasolina nos postos ficou em R$ 4,709 por litro, em média – mais de R$ 3 acima do valor praticado nas refinarias

Nesta sexta-feira (9), a Petrobras anunciou a quinta redução consecutiva – só nesta semana – do preço da gasolina em suas refinarias. Com o corte de 1,32%, o litro do combustível passará dos atuais R$ 1,6958 para R$ 1,6734 a partir de amanhã (10).

Leia também: Por que a queda do preço da gasolina nas refinarias não chega aos postos

Desde o início da semana, quando o litro do combustível era vendido a R$ 1,8466 nas refinarias, o preço da gasolina já acumila queda de 9,38% (cerca de R$ 0,17). O corte anunciado hoje é o 16º seguido desde 25 de setembro, quando o litro do combustível custava R$ 2,2514 – valor 25,67% maior do que o praticado atualmente.

O repasse desse reajuste aos consumidores, porém, depende de distribuidores, revendedores, da carga de impostos embutida e da mistura obrigatória de etanol anidro à gasolina vendida à população. Segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo) feito na semana passada, o preço médio da gasolina nos postos ficou em R$ 4,709 por litro.

A redução do preço da gasolina nas refinarias é justificada, segundo a Petrobras , pela queda nos preços do petróleo nos mercados internacionais. Nesta sexta-feira, o barril do Brent ficou abaixo dos US$ 70 pela primeira vez em sete meses.

Leia também: Petrobras lucrou R$ 6,6 bilhões no terceiro trimestre do ano

A estatal adota essa política de reajuste dos preços desde julho de 2017. De acordo com a metodologia, as mudanças podem acontecer mais frequentemente, inclusive todos os dias, e refletem os preços praticados nos mercados internacionais e a cotação do dólar. Desde então, segundo o jornal Valor Econômico , o preço da gasolina nas refinarias acumula alta de 27,51%.

Raio-X do preço da gasolina

De acordo com cálculos feitos pela própria Petrobras, os valores praticados nas refinarias equivalem a cerca de 30% do preço da gasolina pago pelos consumidores nos postos; outros 44% são formados por tributos
Marcelo Camargo/Agência Brasil
De acordo com cálculos feitos pela própria Petrobras, os valores praticados nas refinarias equivalem a cerca de 30% do preço da gasolina pago pelos consumidores nos postos; outros 44% são formados por tributos

De acordo com cálculos feitos pela própria Petrobras, os valores praticados nas refinarias equivalem a cerca de 30% do preço pago pelos consumidores nos postos. Essa porcentagem aproximada leva em conta a coleta de preços feita pela estatal entre os dias 28 de outubro e 3 de novembro em 13 regiões metropolitanas do País.

Outros 44% são formados basicamente por tributos. Destes, 29% correspondem ao ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços), recolhido pelos estados, e outros 15% são relativos à Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) e ao PIS/Cofins, de competência da União.

A diferença entre os impostos estaduais e federais está na forma com que são cobrados. O ICMS varia de acordo com o que é praticado nos postos, então cada vez que o preço da gasolina sobe, os estados arrecadam mais dinheiro. O PIS/Cofins e a Cide, ao contrário, são valores fixados por litro: o primeiro é de R$ 0,7925 e o segundo, de R$ 0,10.

Leia também: Petrobras faz acordo de R$ 3,4 bilhões para encerrar investigações nos EUA

Do restante do preço da gasolina , 12% correspondem ao custo do etanol anidro, que, segundo a lei, deve compor 27% da gasolina comum. Os últimos 14%, por sua vez, são relativos aos custos e ao lucro de distribuidores e postos. Há cerca de seis meses, essa fatia era de 12%, o que sugere um aumento de dois pontos percentuais na margem de lucro desses agentes.


*Com informações da Agência Brasil

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.