APROSOJA /

Sexta-feira, 06 de Setembro de 2019, 18h:30

A | A | A

Mais integração para desmistificar informações distorcidas é proposta de encontro na Argentina

Mais integração para desmistificar informações distorcidas é proposta de encontro na Argentina Diretor da Aprosoja fala sobre fogo na Amazônia e nos...


Imagem de Capa

Mais integração para desmistificar informações distorcidas é proposta de encontro na Argentina

Diretor da Aprosoja fala sobre fogo na Amazônia e nos investimentos de produtores na preservação ambiental no Brasil

06/09/2019

Promover mais integração entre os países produtores de soja do Mercosul para desmistificar notícias e números distorcidos a respeito do setor foi um dos alinhamentos extraídos do evento “Reformular a Soja para Impulsionar uma Cadeia de Conhecimento”, na cidade de Rosário, Argentina, com a participação da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT). Na quarta-feira (4), o diretor administrativo da entidade, Lucas Beber, concedeu palestra contextualizando sobre a produção e o mercado da soja no Brasil e seus desafios.

Durante o painel “Atualização e Perspectiva do Mercado da Soja nos Países do Mercosul”, o diretor apresentou números sobre a produção do Brasil e de Mato Grosso, falou a respeito da rentabilidade do produtor – em queda, embora haja mais investimento em tecnologia e aumento da produtividade, como frisou –, dos problemas logísticos e quanto à taxação das commodities especificamente em Mato Grosso.

“Porém, um dos temas que mais fui questionado foi a questão ambiental, sobretudo quanto às queimadas na Amazônia”, informou Lucas Bebber. Sobre o assunto, o diretor reforçou a conduta dos produtores de soja dentro do que prevê a lei, já que o país é detentor de um dos códigos florestais mais moderno e rígido do mundo, e que há preservação em metade da área nativa dentro das propriedades, o que gera custo.

“O produtor brasileiro é responsável e gasta mais de R$ 20 bilhões por ano somente para proteger as reservas florestais de suas propriedades. Enquanto em alguns países, os produtores são remunerados para proteger, quando querem proteger, nós somos obrigados e temos total responsabilidade”, respondeu ao público do evento, realizado pela entidade Agricultores Federados Argentinos (AFA). O diretor também informou sobre as nascentes existentes em Mato Grosso, cujo percentual de preservação é de 95% e muitas delas se encontram dentro de propriedades rurais.

Por fim, o representante da Aprosoja reforçou que apenas 7,8% do território nacional são ocupados com a produção de grãos e que os focos de incêndio existentes na Amazônia hoje têm, na sua opinião, origem natural – em virtude do período de seca e da grande massa vegetal existente – ou são fruto de prática criminosa com viés ideológico, conforme averiguado.

“O evento foi uma oportunidade para desmistificar todos esses mitos e mostrar que os números não chegam nem perto do real, são muito inferiores ao que tem sido mostrado. Junto das associações de produtores dos outros países, chegamos à conclusão que precisamos estar mais alinhados justamente para combater as notícias ruins e distorções de números, além de buscar mais alternativas de rentabilidade para os produtores do Mercosul”, finalizou Lucas Beber.

MERCADO - Na quinta-feira, os representantes das cadeias de soja do Mercosul reuniram-se para tratar de assuntos como contrato de compra e venda, qualidade e classificação do grão e a proposta de um novo modelo de remuneração baseado na qualidade do teor da proteína.

 

 

Fonte: Ascom/Aprosoja-MT

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.