SAÚDE /

Quarta-feira, 27 de Maio de 2020, 08h:05

A | A | A

Prefeitura endurece decreto

O uso de máscara facial em estabelecimentos comerciais continua sendo obrigatório.


Imagem de Capa
Paulo Pietro

Campo Verde que tem 17 casos de covid-19 confirmados e outros 26 casos aguardando resultados, vai endurecer as regras para a prevenção do contágio do vírus. 

 

A administração municipal através do decreto 038/2020, mudou a redação do Art. 1º  e alterou o § 4º do Art. 4 do Decreto nº. 029, de 30 de abril de 2020, que passa a vigorar da seguinte forma:

 

§ 4º - O uso obrigatório de máscaras se aplica mesmo ao ar livre ainda que durante a práticaa de exercícios físicos, devendo ainda, ser observadas as demais normas estabelecidas nas Notas Recomendatórias.

 

Art. 2º - Acrescenta o inciso XI ao Art. 5 do Decreto nº. 029, de 30 de abril de 2020, que passa a vigorar com a seguinte redação:

 

XIº - Recomenda-se aos condomínios que adotem em seus protocolos a proibição aos condôminos de receber visitas, especialmente de pessoas que vem de outros municípios e estados.

 

Art. 3º - Acrescenta o § 2º ao Art. 8 do Decreto nº. 029, de 30 de abril de 2020, que passa a vigorar com a seguinte redação: § 2º - A Secretaria Municipal de Saúde definirá, mediante protocolo específico a ser definido e implantado por Nota Técnica, a necessidade de realizar testes em estabelecimentos públicos ou privados que tenham casos confirmados em colaboradores ou servidores para o COVID-19.

 

As medidas foram justificadas no decreto, considerando dois fatores, o primeiro seria que durante a pandemia de COVID-19 é necessária à adoção de medidas sanitárias excepcionais a fim de proteger as pessoas; 

 

A segunda seria que a detecção da doença de maneira prematura, além de ser eficaz no tratamento adequado do paciente, pode evitar o comprometimento dos leitos hospitalares ainda disponíveis, evitando-se o colapso no atendimento dos pacientes em situação grave;

 

Porém as medidas trouxeram questionamentos, principalmente quanto a questão do uso da máscara durante as atividades físicas, mesmo ao ar livre, a reportagem conversou com praticantes de caminhadas nas avenidas da cidade, poucos estavam utilizando a máscara, mas era consenso de que elas atrapalham muito a respiração, principalmente na prática de exercícios, outra coisa seria o suor, dessa maneira eles teriam que andar com várias máscaras para prática dos exercícios. 

 

O outro questionamento que vem sendo levantado é em relação aos condomínios, os moradores até concordam com a medida, mas não acredita quem ela será efetiva, já que não como identificar as pessoas que moram ou não na cidade, que essa atitude teria que partir dos próprios moradores, que para isso não seria necessário um decreto. 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz