HISTÓRIAS /

Terça-feira, 02 de Fevereiro de 2016, 21h:42

A | A | A

Primeira escola particular da cidade e região

Centro Educacional Primavera também completou 29 anos em 2015


Imagem de Capa
Stephanie Freitas

A franquia de ensino de idiomas presente no Brasil há 50 anos, chegou a Primavera do Leste em 1998, sob a direção de Maria Cristina de O ano de 1986 é um marco para a história de Primavera do Leste, que além de conseguir a sonhada emancipação político administrativa, recebeu um grande avanço na área educacional: a fundação do Centro Educacional Primavera (CEP), a primeira escola particular da cidade e região, instalada na Avenida Porto Alegre.

O ousado empreendimento foi idealizado pelas professoras Claudete Aparecida de Moraes, Sônia Mara Nogueira Barbosa e Edith Hentges. Traçando seu caminho na história da educação de nosso município, o ano letivo de 1986 começou com 93 alunos, do Maternal a 4ª série do Ensino Fundamental.

Já em 1989, a Direção Geral da escola é assumida pelo advogado e graduado em Ciências Sociais, Sr. Alberto Peixoto que buscando excelência na qualidade, implanta o Sistema Positivo de Ensino no ano de 1991. Assim tem início uma parceria de sucesso que veio firmar o perfil da instituição fundamentado numa ideia: quanto maior a qualidade educacional ofertada, melhor a preparação de seus alunos para ingressarem na universidade e seguir em frente como um adulto mais  seguro e comprometido.

Em dezembro de 1990, a professora Jacinta Casarin Dias assume a direção pedagógica do CEP. Um exemplo de dedicação e empenho há mais de 24 anos, a “Tia Jaci”, como é carinhosamente conhecida, continua nos quadros da escola.

O ano de 1992 é marcado pelo início da realização dos projetos de solidariedade, os quais tornaram-se tradição e marca da escola. No mesmo ano, surge a I Feira e Mostra de Trabalhos Literários, fruto da preocupação constante do CEP ao incentivo à leitura. O sucesso e evolução do projeto culminaram com a publicação da 1ª edição do livro “A Arte das Palavras” em 2003.

Acompanhado o desenvolvimento de Primavera, o CEP amplia o nível de ensino, e em 1996, acontece a primeira formatura da 3ª série do Ensino Médio.

A preocupação com a conscientização sobre os cuidados com o meio ambiente faz o CEP buscar aliados, e nesta busca firma uma parceria de sucesso com a Agroamazônia e lança o I Fórum Estudantil do Meio Ambiente em 1999.

Em abril de 2000, um grupo de 21 alunos da escola viaja em excursão até Porto Seguro/ BA, para participar das comemorações dos 500 anos do Brasil, pelo projeto “Viagem ao Nascimento de Nossa Nação”.

Em 2001, a Diretoria Geral do CEP é assumida por Luciana da Luz Dias Peixoto, que continua dedicando-se à instituição atualmente. “Nossa maior preocupação é com o crescimento integral do aluno, por isso fornecemos condições pedagógicas e humanas ideais para uma formação plena, sempre com a consciência da responsabilidade na formação de cidadãos atuantes na sociedade”. Além disso, a diretora destaca que ao longo desses anos, tiveram a oportunidade de educar gerações. “São muitos os exemplos de famílias em que pais, filhos e até netos estudaram conosco. Atualmente, dois dos nossos professores são ex-alunos, o Willian Fernandes da Rocha e a Ana Karoline Mello Santin”, contou.

Hoje a força da continuidade do ensino proporcionada pelo CEP, que oferece desde a Educação Infantil ao Ensino Médio, tem resultado em recordes de aprovações em vestibulares, comprovando a eficácia da formação completa sob a orientação de excelentes profissionais.

Ao longo desses 29 anos, a evolução foi gradativa, sempre acompanhando e colaborando diretamente com o município de Primavera do Leste, seja na área educacional ou social com projetos desenvolvidos nos bairros carentes de nosso município, o que levou a receber pela décima vez em 2014, o Selo Escola Solidária do Instituto Voluntário Faça Parte, um incentivo a mais para educadores e alunos, que reafirmam em suas atitudes a crença em uma educação fundamentada nos ideais de solidariedade mostrando os caminhos para a construção de um país mais justo e participativo.

Desenvolve também vários eventos de conscientização envolvendo toda a comunidade como, por exemplo, o ABRACEP, o Fórum Estudantil do Meio Ambiente, a Feira e Mostra de Trabalhos Literários, o Projeto Cidadania e Justiça, Feira de Ciências, Ciclo de Palestras, além de incentivar a participação de seus alunos em Jogos Estudantis, Campanhas Solidárias, Apresentações Culturais, Maratonas e Concursos realizados não só na escola, mas também em nosso município.

ABRACEP

Um dos maiores projetos sociais realizados na escola, o ABRACEP envolve todos os alunos. “Nossa intenção é mostrar outros contextos e realidades, para que as crianças e adolescentes tenham noções de como intervir, auxiliando sua comunidade”, explicou a diretora geral Luciana Peixoto.

Segundo ela, antigamente era realizada uma grande gincana para arrecadação de alimentos e brinquedos, que posteriormente eram levados à igrejas e outras instituições para doação. “Decidimos que seria mais interessante que os alunos tivessem contato com as pessoas que receberiam as doações, assim, além das arrecadações, eles passaram a participar da entrega, podendo interagir com outras realidades, visitando creches, casas e associações como a APAE, Lar das Crianças e Conviver. É emocionante o relato da experiência deles, e muito gratificante ver como crescem com este tipo de projeto, levando os princípios de solidariedade para a vida”, destacou Luciana.

NOVOS PROJETOS

Buscando aprimorar ainda mais o ensino, um novo prédio de três andares será construído no pátio da escola a fim de otimizar o espaço. A instalação inclui novas salas de aula, banheiros e auditório. “Seguindo nossa ideologia, criaremos mais um espaço agradável que incentive o aprendizado aos alunos”, explicou a diretora.

 

Recentemente a escola firmou um convênio com a Universidade Positivo, após ser escolhida em uma seleção nacional. Através do Positivo Online, a escola oferece cursos de pós-graduação e MBA em diversas áreas. “Nosso objetivo é nos tornarmos um polo em educação, oferecendo também cursos de graduação em Primavera”, destacou.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!