DOAÇÃO /

Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017, 10h:56

A | A | A

Campanha “Uma mecha por amor” incentiva a doação de cabelo para pessoas com câncer

Qualquer tipo de cabelo poderá ser doado, seja ele natural ou com química, liso ou cacheado.


Imagem de Capa
Da Redação

Alunos do curso de Enfermagem e do curso de Estética e Cosmética da Universidade de Cuiabá (Unic), em Primavera do Leste, irão realizar a campanha “Uma mecha por amor”, com o objetivo recolher mechas de cabelos que serão doados ao Centro de Apoio de Combate ao Câncer (CACC). A ação acontecerá na segunda-feira (23), na Unic.

A campanha “Uma mecha por amor”, tem uma doação mínima que é 10 centímetros de cabelo. Qualquer tipo de cabelo poderá ser doado, seja ele natural ou com química, liso ou cacheado.

O corte é gratuito e o horário de funcionamento será das 13h às 17h e das 19h às 21h30.

Vale ressaltar que há parceria com a professora Nelma Sontak e o salão Fio & Cor.

Após a doação do cabelo ao CACC, serão feitas perucas para serem doadas às vítimas de câncer.

Desde o início dos atendimentos, o CACC já possui 1.524 pacientes cadastrados e já tiveram 92 óbitos.

 

DIA D

 

O Hospital do Câncer de Mato Grosso fará uma campanha de prevenção ao câncer será realizada no dia 10 de novembro. A data será marcada como “Dia D” do Outubro Rosa e Novembro Azul, em média 500 pessoas serão atendidas. A instituição disponibilizará médicos, enfermeiros, técnicos e assistente social para realizarem os atendimentos.

No “Dia D” serão realizados exames e consultas preventivas em cinco especialidades, são elas: câncer de boca, próstata, mama, pele e colo de útero, que são os cânceres mais comuns em Mato Grosso.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Ação entre amigos visa arrecadar fundos para ajudar Carlos Daniel

Além de poder ajudar a criança, há chances de ganhar cinco prêmios. Cada bilhete custa R$ 5

Com tumor raro no cérebro, família precisa juntar R$ 40 mil para transporte aéreo de criança

Na UTI há três meses, Carlos Daniel, 2, foi diagnosticado com Neoplasia Maligna. Os médicos disseram que não há cura, mas os pais querem levá-lo ao Hospital do Câncer de Barretos, em São Paulo

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.