NA JUSTIÇA /

Quarta-feira, 16 de Maio de 2018, 07h:00

A | A | A

Obras da nova sede de Cooperativa permanecem paralisadas

Para não promover demissão em massa, mais de 100 funcionário contratados para execução da obra são mantidos em centro de treinamento


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Depois de diversos questionamentos encaminhados à equipe do Jornal O Diário, a respeito do andamento das obras do novo prédio da Cooperativa de Crédito Primacredi, localizada na Avenida São João esquina com a Rua Piracicaba, no centro de Primavera do Leste, nossa equipe de reportagem foi atrás de informações a respeito do assunto.

Em entrevista concedida pelo presidente da cooperativa, José Francisco Mira, na tarde desta terça-feira (15), fomos informados que os serviços foram suspensos em cumprimento a uma determinação da Justiça. “Esta medida administrativa foi tomada em cumprimento de ordem judicial expedida pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, paralisando temporariamente a obra, enquanto aguarda julgamento da decisão que suspendeu os trabalhos”.

Mira ainda ressaltou que a Primacredi, é uma empresa séria e sólida que emprega mais de 140 colaboradores de modo direto nas agências de Primavera do Leste, Poxoréu e Gaúcha do Norte. Ao mesmo tempo, mantinha mais de cem funcionários trabalhando nas obras da sede, o que implica em milhares de pessoas atingidas diretamente caso houvesse demissão do quadro. Assim, cumprindo a função social de geração de emprego e renda, e considerando que todos os funcionários dependem do trabalho para o sustento das famílias, a Coooperativa realocou todos (pedreiros, carpinteiros, entre outros), no Centro de Treinamentos, localizado no Parque Industrial.

“Nos preocupa a possível demissão de todas estas pessoas caso a decisão seja mantida, mas acreditamos que tudo possa ser resolvido da melhor forma e dentro da legalidade”, avalia o presidente.

Para Jorge Mira, a perspectiva é que a situação seja resolvida nos próximos dias, principalmente para que todos retornem às atividades e deem continuidade à obra que, quando estiver concluída irá ampliar o número colaboradores e de atendimentos aos cooperados e à população primaverense como um todo.

 

O MOTIVO

Em dezembro de 2017 a desembargadora Nilza Maria Possas de Carvalho, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, expediu uma Carta de Ordem à Prefeitura e Câmara, para que as obras da Cooperativa de Crédito Rural de Primavera do Leste – Primacredi fossem embargadas. Sob alegação de que a cooperativa não havia cumprido com o acordo estabelecido entre Ministério Público e Prefeitura Municipal. Desde então as obras foram paralisadas.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Mais uma edição de Yoga no Lago ocorre neste final de semana

O evento será realizado às 16h45 e é necessário levar toalha ou colchonete.

Voos entre Primavera do Leste x Cuiabá continuam a operar normalmente

O funcionamento é de segundas, quartas e sextas-feiras às 7h10 com previsão de chegada às 8h

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.