ESTUDO /

Segunda-feira, 17 de Abril de 2017, 07h:11

A | A | A

Exploração da atividade lotérica no País é ineficiente, aponta estudo

O Brasil é o único País do mundo onde o Estado simultaneamente regula e explora, com exclusividade, em toda a cadeia de valor (logística, pontos de venda, tecnologia da informação), o serviço público de loteria.


Imagem de Capa
FOLHA MAX

Diagnóstico do governo federal aponta um cenário de ineficiência na exploração da atividade lotérica no Brasil. Segundo documento da área econômica do governo intitulado ‘Loteria: Oportunidade de Expansão no Brasil‘, obtido pelo jornal O Estado de S.Paulo, há um baixo rendimento da loteria no País. E isso não é devido exclusivamente à retração da economia. A avaliação é que a ineficiência ficou apenas mais evidenciada no momento de deterioração econômica.

O Brasil é o único País do mundo onde o Estado simultaneamente regula e explora, com exclusividade, em toda a cadeia de valor (logística, pontos de venda, tecnologia da informação), o serviço público de loteria. Além disso, a conclusão do diagnóstico é de que o marco regulatório existente no País é de difícil compreensão para qualquer participante do mercado internacional de loteria e que não está em linha com o que é aplicado nos principais mercados globais.

No País, o dinheiro arrecadado pelas loterias é dividido. A premiação corresponde a 40% do total. Os beneficiários legais (Fundo Nacional da Cultura, Comitê Olímpico e Paralímpico Brasil, Seguridade Social, Fies e Fundo Penitenciário Nacional) também ficam com 40%, sobrando 20% para o administrador (Caixa Econômica Federal).

A prática internacional, de acordo com o levantamento, indica uma parcela maior destinada ao prêmio (cerca de 65%), ficando o restante para beneficiários legais e remuneração do explorador.

 

A arrecadação das loterias exclusivamente exploradas pela Caixa, que corresponde a cerca de 95% do mercado lotérico nacional, chegou a R$ 12,8 bilhões, em 2016, diminuindo em torno de 14% em relação aos R$ 14,9 bilhões arrecadados em 2015. ‘Essa queda certamente é em função da retração ocorrida na atividade econômica no ano passado, mas também aponta para a ineficiência na exploração da atividade lotérica‘, informa o levantamento do governo sobre o setor.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

06/11 - Abrimos a coluna hoje com o badalada festa de 15 anos da Gabriela Zufo, filha única de Luciana e Maicon Zuffo, que não economizaram detalhes e organizaram noite esplendorosa sob a batuta do cerimonial Comemore, da Clesiane de Witt, para o debut da princesa. Na chácara Victória devidamente ambientalizada por Silvania Costa, eles receberam seus convidados em um noite emocionante e cheia de surpresas.Vestida por Attuale tecidos e produzida por Claudia Sartori Miotto, ela recepcionou seus convidados, e logo após em trajes de princesa, também by Attuale, ao som de Celine Dion, Beauty and the Beast, acompanhado pelo violinista da Cia Sinfônica, ela flutuou conduzida pelo pai no momento da valsa, que além de uma linda joia surpreendeu a herdeira cantando “Como é Grande meu Amor por você”. Homenagens dos pais, avós familiares e amigos traduzidas em perfeitas imagens feitas por Magna Video emocionaram os presentes. Elogiadas comidinhas da Mirian Avila circulavam pelo salão e os momentos foram adoçados com as receitas de Simone pardo. Convite para a balada e ponto alto da festa foi quando, Gabriela, saiu linda e soberana de um painel de led adequado pela banda Comunicason, com coreografia elaborada por Douglas de Souza. A noite ainda contou com apresentação surpresa do E-stringer, e logo após o dj Rodrigo Marques assumiu o comando das pick-ups. Tudo Perfeito! Confira os momentos eternizados pelas criteriosas lentes do fotógrafo e arquiteto, Marcelo Hollanda.

O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!