OPORTUNIDADE /

Sexta-feira, 10 de Novembro de 2017, 07h:00

A | A | A

Corporação prevê concurso da PJC para 1200 vagas em MT

Ainda não foi feito nenhum comunicado oficial sobre a data exata da publicação do edital


Imagem de Capa
Ítalo Berto

Foi divulgado no Edital Concursos Brasil que a corporação da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso organiza a realização de mais um concurso público, desta vez para as carreiras de investigador e escrivão. Estão previstas 1.200 vagas ao todo, sendo 300 para escrivão e 900 para investigador. A estimativa é que o edital seja lançado ainda em 2017, com posse dos aprovados em 2018. Para concorrer será necessária formação em nível superior.

Ainda não foi feito nenhum comunicado oficial sobre a data exata da publicação do edital. A banca organizadora não foi definida. Mas, tendo em vista a urgência na contratação de novos servidores, o edital deve ser lançado em breve, tendo sequente período de abertura de inscrições e realização das provas.

As atribuição delegadas a um escrivão são: coleta e análise de dados de interesse da investigação policial, em assessoria e sob a designação da autoridade policial, assinar, por ordem, documentos que não sejam privativos da autoridade policial, dispostos em instrução normativa do Conselho Superior de Polícia, assessorar estudos para a execução de projetos de organização e reorganização da área policial; e efetuar prisões em flagrante e arrecadar instrumentos relacionados à prática de infrações penais. A remuneração prevista para o próximo edital é de R$ 4.741,59.

Já o investigador tem como obrigação: proceder à coleta e análise de dados, informações e conhecimento de interesse da investigação policial, em assessoria e sob designação da autoridade policial; realizar intimações e notificações; efetuar prisões em flagrante e arrecadar instrumentos relacionados à prática de infrações penais, de acordo com as disposições legais; e efetuar o registro de ocorrências policiais. Para este cargo a remuneração prevista também é de R$ 4.741,59.

Conforme o Edital Concurso Brasil, o Estado de Mato Grosso carece de 900 investigadores, 125 delegados, 300 escrivães e, ainda, efetivo de 1300 servidores para Bombeiros e Polícia Militar.

O investimento em Segurança Pública em Mato Grosso também compreende a aquisição de 650 viaturas, reestruturação de 14 delegacias e o esforço na contratação de 100 delegados classificados no último concurso, que no momento encontra-se suspenso até o dia 8 de janeiro, para que o Ministério Público (MPE) e a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) apurem a suspeita de violação dos lacres de envelopes contendo as provas.

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!