SERVIÇO /

Quinta-feira, 06 de Setembro de 2018, 15h:26

A | A | A

Comerciantes questionam diferenças em tarifas de água entre comércios e residências

O valor cobrado dos estabelecimentos comerciais é R$ 11,30 a mais


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Enquanto a tarifa mínima de água de imóveis residenciais é de R$ 28,50  a tarifa mínima cobrada pela concessionária de Águas de Primavera de estabelecimentos comerciais é de R$ 39,80, ou seja, R$ 11,30 a mais. O valor corresponde ao consumo de 0 a 10 metros cúbicos e não está inclusa a taxa de esgoto.

Essa diferença na cobrança foi questionada por um morador de Primavera do Leste que possui um comércio, e diz que todos os meses se assusta com a conta de água. “Tem uma pergunta que inclusive já fiz a vereadores, que é se a qualidade da água distribuída difere das ligações comerciais das residenciais? Pois quem tem ligações comerciais e residenciais devem estar indignados como eu! Qual a justificativa para tamanha diferença no metro  cúbico servido? Outro detalhe, porque cobrar taxa mínima de consumo? O que justifica?”, questionou,um leitor do jornal O Diário através de uma rede de interação mantida pelo jornal.

Fizemos a mesma pergunta a concessionária Águas de Primavera, que por meio de nota, encaminhada via Assessoria de Imprensa, respondeu que “A tarifa mínima está prevista na Lei Federal 11.445 do Saneamento Básico, Edital de Licitação e regulamento de serviços de Primavera do Leste. Calculada como “cota básica”, é o menor volume de água atribuído a cada categoria de consumo e considerado como base para faturamento de água. No município, a tarifa mínima comercial, de 0 a 10m3, corresponde a R$ 39,80.

A concessionária reforça que a tarifa mínima ainda é praticada em todo o Brasil por empresas de saneamento públicas ou privadas. É utilizada para cobrir os custos de instalação e manutenção da infraestrutura de saneamento básico como abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto”, explicou a concessionária.

 

REDE DE ESGOTO

Um outro leitor questionou quando a empresa Águas de Primavera irá instalar a rede de esgoto no bairro Castelândia, a concessionária respondeu via Assessoria de Imprensa que já superou as metas contratuais de 70% de esgoto coletado e tratado e 42 bairros da cidade já tem rede de coleta e tratamento de esgoto tratado.

O bairro Castelândia não está entre as regiões  atendidas com a cobertura, mas a pedido da Prefeitura Municipal, a concessionária vem estudando a possibilidade de universalizar o serviço de esgoto no município.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

CPI que investiga Águas de Primavera tem prazo prorrogado

Comissão deveria ter sido encerrada hoje (26). O novo prazo é de mais 90 dias

Alagamentos voltam a ser registrados; inclusive em pontos que já passaram por obras

Locais que nunca alagaram também foram prejudicados.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.