EM PRIMAVERA /

Terça-feira, 21 de Agosto de 2018, 17h:09

A | A | A

Brinquedo de praça pública é incendiado por vândalos

Caso os envolvidos sejam identificados, a pena pode variar de seis meses a três anos e ainda ser condenado a pagamento de multa


Imagem de Capa
Pérsio Souza

De acordo com o Código Penal, aquele que destruir, inutilizar ou deteriorar algum patrimônio público, poderá ficar detido de um a seis meses e ainda terá que arcar com o pagamento de multa estipulado pelo juiz. Se o crime ainda envolver violência contra à pessoa, grave ameaça ou emprego substância inflamável, a penalidade é ainda maior, já que se caracteriza como dano qualificado e pode chegar até três anos de reclusão.

O Diário tomou conhecimento de um ato de vandalismo praticado na madrugada do domingo (19), em um parque público infantil, na Rua Michelangelo, no Jardim Florenza, em Primavera do Leste, em que um brinquedo de madeira foi incendiado. A princípio as causas foram propositais.

Moradores do bairro utilizaram das redes sociais para relatar a indignação, já que o local era utilizado por crianças e familiares em momentos de lazer e descontração.

Nossa equipe de reportagem entrou em contato com a Prefeitura, que informou que a praça foi entregue pela loteadora. O município não possui nenhuma câmera de segurança no local ou próximo para que o autor ou autores sejam identificados.

A loteadora responsável pela área é a Imobiliária e Construtora Cosentino. Em contato com a empresa, fomos informados de que até o momento não tinham conhecimento sobre o ocorrido, mas afirmaram  que serão tomadas todas as medidas cabíveis que constam no contrato.

OUTROS CRIMES PRATICADOS CONTRA O PATRIMÔNIO

Vale lembrar que o Patrimônio Público é definido como o conjunto de bens e direitos de valor econômico, artístico, estético, histórico ou turístico, pertencentes aos entes da administração pública direta e indireta.

Conforme a definição da lei, o que caracteriza o patrimônio ser público é o fato de pertencer ele a União, Estado, Município, autarquia ou uma empresa pública. Ou seja, o bem é de todos e as pessoas devem zelar por ele. 

Em dezembro 2016, outra praça foi alvo de vândalos. Na época, os balanços foram quebrados, a grama foi arrancada e outros brinquedos ficaram danificados antes mesmo da inauguração do local.

Recentemente, O Diário divulgou que o banheiro público localizado na Praça Central, próximo a Biblioteca Municipal, também havia sido incendiado por vândalos.

A Prefeitura teve conhecimento do incêndio na época e afirmou que houveram danos apenas no revestimento do local. Para fazer a reparação, um processo licitatório foi aberto.

Outro crime que teve grande repercussão e foi divulgado pelo O Diário, foi o caso em que uma mulher estaciona o veículo no canteiro central na Avenida Campo Grande, desce e começa a furtar plantas e flores. O fato ocorreu em março e foi filmado por câmeras de segurança de um estabelecimento comercial.

Por mais que seja caracterizado como furto simples, não deixa de ser um crime. Devido a isto, na época, a Prefeitura confeccionou o Boletim de Ocorrência para que as providências cabíveis fossem tomadas.

Outra prática de vandalismo aconteceu recentemente na Avenida dos Lagos, em julho deste ano, em que o suspeito em uma bicicleta pedala pelas margens do Lago, mas ao se aproximar de um totem que contém sacos plásticos, destinados a donos de animais para recolhimento de fezes, o ciclista pega na ponta de um dos sacos e saí puxando.

Este ato também foi flagrado por câmera de segurança. O totem localizado na Avenida dos Lagos, foi colocado no local pela empresa Seregel, o objetivo é disponibilizar a donos de animais sacos plásticos para recolhimento das fezes e faz parte do projeto “Quem Ama Cuida”.

 

PROJETO EU AMO PRIMAVERA

As plantas furtadas e as sacolas arrancadas fazem parte do projeto de urbanização e embelezamento de Primavera do Leste, batizado de “Eu Amo Primavera”.

Desde o ano passado, a Prefeitura tem buscado a parceria com empresas privadas, na adesão do projeto, em que empresários se habilitam a adotar locais públicos como rotatórias, canteiros e lago, com jardinagem e paisagismo. Em contrapartida, eles podem colocar a propaganda da empresa, logo, enfim, fazer a publicidade respeitando as regras e padrões estabelecidos.

O objetivo do projeto é motivar a população de todas as idades, para junto com a administração pública, abraçar a cidade; cuidar, zelar e torná-la cada dia mais bonita, aconchegante e proporcionar qualidade de vida.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

CPI que investiga Águas de Primavera tem prazo prorrogado

Comissão deveria ter sido encerrada hoje (26). O novo prazo é de mais 90 dias

Alagamentos voltam a ser registrados; inclusive em pontos que já passaram por obras

Locais que nunca alagaram também foram prejudicados.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.