ARTIGO /

Segunda-feira, 11 de Junho de 2018, 10h:35

A | A | A

O QUE É DISTIMIA?

Mesmo que ela seja mais leve que a depressão, ela deixa a pessoa mais triste, desanimada, sem vontade de agir. Desde a infância os distimicos são considerados pela família como desagradáveis e de difícil relacionamento.


Imagem de Capa
Beatriz G. Rufato - Psicóloga.

Todos nós conhecemos pessoas que só reclamam da vida, vão ao cinema e reclamam do filme, lê um livro e reclama, vai almoçar em um restaurante e reclama. Esse tipo de comportamento diante das situações pode representar um quadro de mau humor ou apenas falta de educação. Mas também pode ser um sinal de uma doença que interfere na qualidade de vida de seus portadores e das pessoas que são próximas.

Distimia é uma palavra originaria do grego que significa mau humor.  Por muito tempo serviu para caracterizar aquela pessoa mal humorada, irritada, de personalidade complicada, mas hoje em dia esse termo é utilizado para designar um subtipo da depressão.  Quando uma pessoa é distimica, não é nem tanto o comportamento explosivo que chama atenção e sim a irritabilidade, porém quando o paciente é avaliado na primeira vez é difícil diferencia-la da depressão.

Mesmo que ela seja mais leve que a depressão, ela deixa a pessoa mais triste, desanimada, sem vontade de agir. Desde a infância os distimicos são considerados pela família como desagradáveis e de difícil relacionamento.  O diagnóstico só poderá ser fechado com pelo menos dois anos do aparecimento dos sintomas. Veremos que de tempos em tempos o distimico apresentará quadros de depressão grave e depois voltam a um patamar considerado normal para eles.

O tratamento é com remédios antidepressivos (médico psiquiatra) e auxilio psicológico (psicólogo), o mais interessante no tratamento dessas pessoas é que quando elas retornam para a consulta depois de um tempo, as mesmas não se recordam de como era o seu humor antes, pois acha que sempre foram daquele jeito, diferente dos que apresentam depressão que sempre voltam animados e dispostos.

Em geral esse transtorno se instala na infância ou na adolescência e é mais comum nas mulheres. O uso de drogas licita ou ilícitas está relacionado, pois as pessoas costumam se automedicar com elas, já que a sessão de alivio é prazerosa. Sabe-se que entre 15 e 20% dos distimicos tentam suicídio, a situação é mais grave ainda na infância/adolescência, pois 90% das crianças e adolescentes que tentam ou cometem suicídio são portadoras de alguma doença psiquiátrica.

A psicoterapia ajuda o individuo a aprender sobre sua condição e seu humor, sentimentos e comportamentos. Usando as ideias e conhecimentos que você adquire na psicoterapia é possível aprender habilidade de enfrentamento saudáveis e gestão de estresse. Na psicoterapia também é aprendido a reduzir padrões de comportamento autodestrutivo, como a negatividade, a desesperança e a falta de assertividade.

BEATRIZ RUFATO 

PSICOLOGA

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

SÍNDROME DE CAPGRAS

De acordo com a psicanálise, esta síndrome pode ser consequente de um complexo de Édipo ou Electra (desejo sexual por um dos pais e ciúmes do outro).

Bullying

O que parece ser uma simples brincadeirinha, pode causar traumas psicológicos.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.