ARTIGO /

Domingo, 05 de Novembro de 2017, 13h:36

A | A | A

O poder de um abraço!

"Uma terrível carência que afeta todas as classes sociais, é a carência afetiva, essa carência desestrutura qualquer pessoa, desmotivando a em todos os sentidos"


Imagem de Capa
Jean Carlos

Sabemos que vivemos em uma sociedade onde a desigualdade social impera nos quatro cantos do planeta, existem bilhões de pessoas carentes em situações de extrema miséria, infelizmente esse quadro não é algo que possa ser mudado do dia para a noite. Mas uma terrível carência que afeta todas as classes sociais, é a carência afetiva, essa carência desestrutura qualquer pessoa, desmotivando a em todos os sentidos, como é bom recebermos afeto, isso é algo imensurável, não tem preço, mas tem um valor de grande relevância, como é bom saber que não estamos sozinhos que existe alguém além de nós mesmo que se importe conosco.

E o afeto é demostrado por gestos, e um dos principais gestos de afeto a ser demostrado é o abraço, como é bom receber um abraço, ainda mais se for em um momento inesperado, porém propício. Existe um estudo realizado por um professor americano de Psicologia Sheldon Cohen que classifica os 6 fatos científicos que comprovam os benefícios de um abraço, que são: Abraços protegem contra os efeitos do estresse; diminuem os riscos de infecções; ajudam quem tem problemas para compartilhar emoções; abraço de mãe diminui a ansiedade dos filhos; reduzem a pressão arterial e aliviam a dor, nesse estudo o professor ressalta a importância dos hormônios produzidos no organismo humano estimulado pelo abraço, que consequentemente nos traz esses 6 benefícios.

Existem abraços que nos arrebata, nos rouba o tempo, nos dá no silêncio a perfeita harmonia das batidas do coração, nos traz calma, afago, aconchego e proteção, quando éramos crianças e em algum momento de apreensão e susto, não existia refúgio melhor do que o abraço da mãe ou do pai, aqueles braços se transformavam em fortalezas onde nenhum mal poderia nos atingir, então crescemos e viramos adultos, e talvez o nosso orgulho e rispidez acaba nos privando de receber e demonstrar algum gesto de afeto, mas somos seres humanos, dotados de imperfeições e carentes de afeto, desde o menor para o maior, em tamanho, idade, grau de escolaridade, classe social, existem momentos que a única coisa que precisamos é apenas um abraço, sem sons, sem falas, mas apenas um abraço.

 

Existe um poema da escritora Martha Medeiros que diz “Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve. ” abrace sem medo, abrace sem dó, abuse do abraço, talvez você esteja lendo esse artigo na rua, ou em algum escritório, consultório, ou até mesmo em sua casa, e se não tiver alguém conhecido perto de você agora, e você for desinibida ou desinibido o suficiente pergunte, ofereça um abraço para a pessoa ao seu lado de repente esse é o gesto que ela mais precise nesse momento, procure abraçar pelo menos 3 pessoas hoje, um abraço de no mínimo 5 segundos, em silencio, não precisa dizer nada, apenas abrace e se sentires reciprocidade, desconsidere os 5 segundos e considere por tempo indeterminado, com isso verás o poder de um abraço. 

6 Comentário(s)
Parabéns Jean linda muito bem cada vez mais admiro suas edições está merecedor de muitos Abraços .
enviado por: Olga Iolanda Lerner em 05/11/2017 às 15:00:18
1
 
0
responder
Realmente as pessoas precisam aprender a amar e a diferenciar esse amor. Primeiramente precisam ser amadas pela família. Os cônjuges precisam se amar; amar seus filhos. No amor não é somente dizer sim para tudo ou presentear, mas se obter regras e responsabilidades. As crianças precisam crescer emocionalmente preparadas para a vida. E isso se aprende no seio familiar e no contexto escolar. Ao contrário crescem indivíduos vulneráveis emocionalmente. É o q está acontecendo com essa geração e a tendência é piorar. Essa reportagem é um caso sério a se observar. Pois um ser vulnerável não está preparado para os desafios da vida cotidiana.
enviado por: Sonia Alves em 05/11/2017 às 15:35:40
1
 
0
responder
Realmente as pessoas precisam aprender a amar e a diferenciar esse amor. Primeiramente precisam ser amadas pela família. Os cônjuges precisam se amar; amar seus filhos. No amor não é somente dizer sim para tudo ou presentear, mas se obter regras e responsabilidades. As crianças precisam crescer emocionalmente preparadas para a vida. E isso se aprende no seio familiar e no contexto escolar. Ao contrário crescem indivíduos vulneráveis emocionalmente. É o q está acontecendo com essa geração e a tendência é piorar. Essa reportagem é um caso sério a se observar. Pois um ser vulnerável não está preparado para os desafios da vida cotidiana.
enviado por: Sonia Alves em 05/11/2017 às 15:36:16
1
 
0
responder
Parabéns com sempre suas edições espetaculares te admiro antes de tudo...sucessos Professor
enviado por: Olga Iolanda Lerner em 06/11/2017 às 08:45:32
1
 
0
responder
Olá Jean k linda sua edição bem k o mundo precisa disso muitos Abraços admiro seu trabalho sucessos sempre sinta.se abraçado ...abraços
enviado por: Olga Iolanda Lerner em 06/11/2017 às 08:54:14
1
 
0
responder
Parabéns Jean pelo lindo texto . Realmente a terapia do abraço é muito usada em empresas feito dinâmica, pois cada dia mais as pessoas se sentem mais carentes de afeto/carinho e atenção,e um abraço faz muita diferença, sabemos disso.Continue escrevendo coisas lindas assim e ajudando pessoas a serem mais felizes.
enviado por: mara em 07/11/2017 às 00:44:16
0
 
0
responder

MAIS Primavera Do Leste

A importância dos livros em nossas vidas

Crescemos enquanto pessoa, e aprendemos muito através dos livros, é por meio deles que nos aproximamos da cultura, adquirimos conhecimentos que nos proporcionam tanta diversão

Cesárea Intraparto. Já ouviu falar?

Não há como prever o que acontecerá antes que o trabalho de parto inicie efetivamente

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.