SAÚDE MENTAL /

Quarta-feira, 10 de Abril de 2019, 07h:00

A | A | A

Esgotamento Emocional

Quando foi a última vez que você tomou um tempo para si mesmo?


Imagem de Capa
Beatriz G. Rufato

O esgotamento emocional vai além do estresse ou da simples ansiedade. Ocorre especialmente em pessoas que, devido ao seu trabalho ou situação pessoal, vivem experiências carregadas com um alto nível emocional. Por exemplo, as responsabilidades de profissões como médicos, enfermeiros, bombeiros, professores, etc., muitas vezes causam a acumulação de emoções muito intensas que não têm tempo de gerir no seu dia-a-dia.

Além disso, fatos como ter que cuidar de pessoas doentes ou dependentes, bem como viver em um ambiente familiar muito exigente, também geram um alto esgotamento emocional. Por outro lado, situações como uma perda, uma decepção, ou um evento traumático no passado, também causam um desgaste progressivo que pode deixar uma profunda marca em nossa mente.

Alguns são os sintomas associados a serem considerados no dia-a-dia.

1-Hipersensibilidade: Chega um momento em que as coisas pequenas nos afetam, estamos muito mais sensíveis, choramos quase por nada, ficamos bravos por qualquer coisa.

2-O baixo nível de atenção: temos problemas para nos concentrarmos, temos pequenas falhas de memória.

3-Sensação de irrealidade: Às vezes temos a sensação de que o mundo está de um lado e nós do outro lado, como se não fizéssemos parte do aqui e agora, do que nos rodeia.

4-Pensamentos negativos e baixa motivação: Duas dimensões que, se não controladas, podem nos levar a uma depressão.

5-Não importa que tenha descansado 10 horas seguidas, a sensação de exaustão física e perda de energia é constante.

Quando foi a última vez que você tomou um tempo para si mesmo? Falamos sobre o tempo de qualidade, em que podemos relaxar harmonizar desejos com ações, desconectar tudo para sintonizar nosso coração de um modo integral.

Às vezes algo tão simples quanto passear ou mesmo conversar com nossos amigos pode ser tão saudável quanto a cura.

Para desabafar as emoções é preciso remover o peso da nossa bagagem, para iluminá-la, para descartar as pedras que nos impedem de avançar. Como podemos “ventilar” essas emoções atadas dentro de nós?

* Podemos pedir ajuda profissional.

* Falar com colegas, com bons amigos ou com pessoas na mesma situação pode nos ajudar.

* Manter um diário também é muito útil.

* Faça exercícios, pinte ou realize qualquer atividade que seja agradável para ajudar a relativizar as tensões e as emoções negativas.

Finalmente, devemos dizer que, para gerir o esgotamento emocional, não é suficiente ficar com apenas uma das opções indicadas: o ideal é usá-las todas, sem nunca descartar a ajuda profissional. Comece hoje, é possível aliviar o peso da sua bagagem emocional.

 

Beatriz G. Rufato

Psicóloga

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Eu sou maior que os meus medos

O medo não se sustentará se você der a importância devida ao domínio da sua fisiologia, positividade e disciplina

Pela luta antimanicomial

Levantamos a bandeira que preconiza o oferecimento a um tratamento a céu aberto, do qual a internação seja considerada como último recurso

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.