Terça-feira, 29 de Maio de 2018, 15h41
Policial
Polícia Civil prende homem por pedofilia infantil em Sorriso
Assessoria | PJC-MT Um jovem acusado de baixar e  armazenar imagens de pornografia infantil foi preso pela Polícia Judiciária Civil, nesta...


Assessoria | PJC-MT

Um jovem acusado de baixar e  armazenar imagens de pornografia infantil foi preso pela Polícia Judiciária Civil, nesta terça-feira (29.05), no município de Sorriso (420 km a Norte de Cuiabá), durante cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar. A ação está inserida na operação nacional de combate a pedofilia, denominada “Luz da Infância 2”, deflagrada no dia 17 de maio, em 24 estados da federação e mais o Distrito Federal.

No endereço do suspeito, no  bairro Jardim Itália, em Sorriso, os policiais civis encontraram um telefone celular com imagem de uma criança de 4 anos, como  plano de fundo na tela, além de outras imagens pornográficas. No notebook usado pelo suspeito também foram localizados vídeos com imagens de crianças fazendo sexo. 

O guincheiro de pedágio, F. A.C.A., 24, foi autuado em flagrante pelo crime previsto no artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (Adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente).

Os aparelhos foram apreendidos e o jovem conduzido à Delegacia de Polícia de Sorriso, sendo interrogado pelo delegado de polícia Nilson André Farias de Oliveira, e posteriormente autuado em flagrante delito.

Perguntado sobre a armazenação por qualquer meio fotográfico, vídeo ou qualquer outra forma de registro que contendo cena de sexo ou pornográfico envolvendo criança ou adolescente, o suspeito assumiu as acusações, revelando que havia baixado os vídeos há cerca de um ano. Ele contou que escolheu os vídeos os vídeos armazenados, mas que assistiu e guardou os vídeos pornográficos com crianças.

Sobre a criança no pano de tela, informou ser uma prima sua que mora em Sorocaba (SP).

O delegado informou que o suspeito teve fiança de 7 salários concedida na Delegacia de Polícia. Mas até o momento não recolheu o valor.  


Fonte: Clique F5
Visite o website: http://jornalodiario.com.br