Tecnologia /

Quarta-feira, 17 de Abril de 2019, 15h:34

A | A | A

Duas, três ou quatro? Quantas câmeras de celular são realmente necessárias?

Uma tendência que tem crescido no ramo tecnológico é o número cada vez maior de câmeras de celular. Os aparelhos estão surgindo com lentes triplas...


Imagem de Capa

Uma tendência que tem crescido no ramo tecnológico é o número cada vez maior de câmeras de celular. Os aparelhos estão surgindo com lentes triplas ou até mesmo quádruplas, o que tem conquistado atenção pela excentricidade. No entanto, isso tem gerado dúvida entre os usuários. Será que a frase "quanto mais, melhor" se aplica neste contexto?

Celular
shutterstock
Múltiplas câmeras de celular são a nova tendência na indústria da tecnologia

Leia também: Multilaser lança celular com "tela infinita" e foco na qualidade das selfies

Segundo o professor de Tecnologia e Inovação da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Arthur Igreja, essas múltiplas câmeras de celular funcionam como a troca de lentes normalmente feita pelo fotógrafo profissional. “Mais do que tentar aumentar a resolução, elas têm propósitos diferentes”, explica o professor.

Mayra Sasso, professora de User Experience e User Interface Design da Ironhack, escola de tecnologia e programação que chegou ao Brasil em 2018, comenta a funcionalidade das múltiplas lentes: “Cada uma delas possui uma função específica, necessária para simular cada vez mais uma câmera com lentes profissionais. Profundidade, zoom, ângulos, luz, resolução”.

Mas, afinal: vale a pena investir em múltiplas câmeras de celular?

Celular com câmera tripla
shutterstock
Câmeras de celular triplas ou até mesmo quádruplas conquistam cada vez mais adeptos


Uma vez que se deparam com essa novidade do mercado, os usuários se veem perdidos em meio a tantas informações, e acabam não sabendo se é uma compra válida.

Questionada se vale a pena ou não a compra de um celular com essa quantidade de lentes, Mayra opina: “Para quem faz muitas fotos e vídeos, é um excelente recurso. Quem já viu a comparação entre fotos, sente o quão notável é a diferença. Sem contar os vídeos com boas resoluções, permitindo filmar até com pouca luz”.

Por outro lado, Arthur comenta: “Normalmente, os aparelhos com mais câmeras são mais caros. Então é importante o usuário fazer uma busca, porque três lentes não são necessariamente melhores que duas”.

Leia também: Qual a melhor maneira de economizar a bateria do celular?

Quantas câmeras de celular são realmente necessárias?

Para Arthur, apenas o número de câmeras, por si só, não funciona como um comparativo. O usuário deve se atentar ao que essas lentes podem fazer especificamente, e se isso é realmente utilizado.

Comprar um celular que pode capturar imagens em um ambiente pouco (ou nada) iluminado pode não ser de grande utilidade se o costume da pessoa é tirar fotos durante o dia, por exemplo. “É importante entender o tipo de foto que o celular tira”, Arhur acrescenta.

O professor ainda alerta os usuários: “Há fabricantes de baixa qualidade usando exatamente esse argumento. Se as quatro forem de baixa qualidade, não resolve absolutamente nada. Então é importante o usuário olhar exemplos de fotos tiradas com aquele celular, e principalmente entender o tipo de foto que ele tira”.

O que podemos esperar do futuro dessa tecnologia?

Celulares
shutterstock
Profissionais orientam usuários na escolha de câmeras de celular

De acordo com Mayra, os desenvolvedores ainda não estão satisfeitos, sobretudo com os recursos de vídeos. Há muito ainda o que fazer. Veremos também evolução das telas, pois a análise de uma foto de qualidade fica muito mais eficaz em telas maiores. As empresas já estão testando a aplicação de telas dobráveis e com maior resolução.

“O público gosta de novas funcionalidades que melhoram o desempenho do smartphone . No caso das câmeras, ela possibilita produzir e postar melhores fotos nas mídias sociais”, afirma.

“Mas, por outro lado, as empresas desenvolvedoras não estão deixando outras alternativas. Se quiser ter o melhor celular terá que levar junto as câmeras, mesmo que não seja uma questão primordial para o consumidor”, Mayra conclui.

Leia também: Celular que vira um carregador sem fio? Sim! Saiba como compartilhar a bateria

Arthur compartilha do mesmo ponto de vista que Mayra, e ressalta o crescimento dessa tendência de múltiplas lentes: “Agora a corrida é por colocar mais e mais câmeras de celular . A indústria está tentando se reinventar. O smartphone melhora linearmente faz tempo”.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
24.05.2019 - 09h41
24.05.2019 - 09h38
24.05.2019 - 09h36
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.