Polícia Federal /

Terça-feira, 10 de Abril de 2018, 09h:44

A | A | A

PF apura prática de crimes fiscais na região norte do país

Boa Vista/RR – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (10/4) a Operação Capilé, com o objetivo de apurar crimes fiscais na Zona Franca...


Imagem de Capa

Boa Vista/RR – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (10/4) a Operação Capilé, com o objetivo de apurar crimes fiscais na Zona Franca de Manaus e Área de Livre Comércio em Boa Vista/RR, corrupção, operação de câmbio ilegal, lavagem de dinheiro e organização criminosa em Roraima, Amazonas, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Espírito Santo.

Estão sendo cumpridos 29 mandados de busca e apreensão, 8 mandados de prisão preventiva e 3 mandados de afastamento de servidores públicos do cargo, deferidos pela Justiça Federal em Roraima.

modus operandi inicial dos crimes investigados consistia na coleta de moeda estrangeira (dólar e euro) na fronteira Brasil-Venezuela e Brasil-Guiana, com guarda da moeda na residência do chefe da organização em Boa Vista/RR. Na sequência, os envolvidos retiravam o dinheiro em Boa Vista/RR, em duas a três viagens por semana, transportando de R$ 100 mil a R$ 200 mil por viagem. O dinheiro era levado para Brasília e São Paulo, onde era entregue em casa de câmbio e os valores gerenciados pelo chefe da organização criminosa.

No curso da investigação, foi desvendada prática de crimes fiscais, mediante aquisição de empresas de fachada por R$ 5 mil a R$ 10 mil, com sede na Zona Franca de Manaus/AM e na Área de Livre Comércio em Boa Vista/RR.

Com os benefícios fiscais concedidos a empresas de fachada, os investigados adquiriam ilicitamente mercadorias com incentivo fiscal de empresa distribuidora situada em Goiânia/GO. Tais mercadorias de fato não eram remetidas à área com benefício fiscal, sendo destinadas a outros estados da federação, com aproveitamento criminoso de benefício fiscal e envolvendo pagamento de propina a servidores públicos da SEFAZ e SUFRAMA de Manaus/AM e Boa Vista/RR.

O nome da operação – Capilé – remete ao termo utilizado pelos investigados em referência à propina paga a servidores públicos.

Será concedida entrevista coletiva, às 10h30, na Superintendência da Polícia Federal em Boa Vista.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Roraima

Contato: (95) 3621-1522

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!