Nacional /

Quinta-feira, 06 de Dezembro de 2018, 10h:52

A | A | A

Doria anuncia quinto ministro de Temer em sua equipe de governo em São Paulo

Divulgação/Assessoria de Imprensa de João Doria Governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anuncio novos futuros secretários, entre...


Imagem de Capa
Governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anuncio novos futuros secretários, entre eles o quinto ministro do governo Michel Temer a integrar a equipe
Divulgação/Assessoria de Imprensa de João Doria
Governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anuncio novos futuros secretários, entre eles o quinto ministro do governo Michel Temer a integrar a equipe

O governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (6) o nome de mais quatro futuros integrantes do primeiro escalão de seu futuro governo, entre eles o quinto ministro do governo do presidente Michel Temer (MDB) a integrar a equipe, o ministro do Turismo e futuro secretário do Turismo, Vinicius Lummertz.

Leia também: Doria anuncia quarto ministro de Temer em sua equipe de governo em São Paulo

Antes dele, João Doria já havia anunciado o atual ministro das Cidades, Alexandre Baldy (PP), para a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o atual ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab (PSD), para a Secretaria da Casa Civil, o atual ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, para a Secretaria da Cultura e o atual ministro da Educação, Rossieli Soares, para a pasta de mesmo tema.

O quinto escolhido de Doria que integrava o governo Temer , Vinicius Lummertz, por sua vez, nasceu em Rio do Sul, Santa Catarina, tem 58 anos, é é formado em Ciências Políticas pela Universidade American de Paris. Antes de se tornar ministro, ele foi presidente da Embratur de 2015 a 2018 e secretário nacional de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo de 2012 a 2015.

Na semana passada, o presidente  Michel Temer utilizou-se do fato de tantos ministros de seu governo estarem sendo escolhidos por Doria e outros eleitos para vangloriar-se. Naquela ocasião, Temer fez questão de "mencionar o excepcional trabalho feito pelos nossos ministros. Por todos aqueles que passaram pelo nosso governo. E, aliás, tão bem sucedido foi que, a essa altura, já contei, mais de nove dos nossos ministros já foram aproveitados, seja no governo federal, seja nos governos estaduais, e fora os ministros, aqueles que auxiliaram nossos ministros. Todos estão sendo aproveitados. Gente do governo, aproveitado no próximo governo", afirmou.

Além do atual ministro do Turismo, o governador eleito de São Paulo também anunciou a opção por Patricia Ellem para a Secretaria de Desenvolvimento Econômica, pasta estadual que engloba ciência, tecnologia e trabalho. Co-fundadora do Movimento Agora, Patricia tem 40 anos e é formada em Administração de Empresas pela Faculdade de Economia, Administração e Ciências Contábeis (FEA) da Universidade de São Paulo (USP). A escolhida deverá dividir-se entre a nova função e a presidência da Optum no Brasil, empresa de tecnologia em saúde do grupo United Health, que já ocupa.

Leia também: Doria estuda chamar Meirelles para governo em SP: "É o secretário dos sonhos"

Governador eleito de São Paulo, João Doria, nomeia atual ministro do Turismo do governo de Michel Temer para secretaria estadual
Divulgação/Asssesoria de Imprensa de João Doria
Governador eleito de São Paulo, João Doria, nomeia atual ministro do Turismo do governo de Michel Temer para secretaria estadual

Para a Secretaria de Desenvolvimento Social, Doria escolheu outra administradora formada pela FEA-USP: Élia Parnes, de 52 anos. Ela atuou por mais de 20 anos na União Brasileiro-Israelita do Bem-Estar Social (Unibes) e implantou o primeiro Centro Dia do Idoso na capital paulista, além de unidades de Serviço de Assistência Social a Famílias e Instituições de Longa Permanência para Idosos no município de São Paulo.

Leia também: Temer se vangloria por governo e pede torcida por "sucesso do governo Bolsonaro"

Já para a presidêndia da DesenvolveSP, o nome anunciado hoje foi de Milton Luiz de Melo Santos, de 67 anos. Ela já comandou a agência antes e hoje é presidente da Associação Viva o Centro, na capital paulista. Antes, ele foi funcionário do Banco Central (BC) por 37 anos, tendo ocupado diversos cargos antes de ocupar o de secretário executivo e chefe de gabinete na gestão do ex-presidente do BC, Henrique Meirelles (MDB), sobre quem Doria já falou que estuda chamar no seu governo .

Por último, o quinto nome anunciado hoje foi o do futuro presidente do Memorial da América Latina que será Jorge Damião, de 61 anos, que foi secretário de Esportes na gestão de Doria à frente da Prefeitura de São Paulo. Ele é formado em Administração, com Pós-Graduação em Gestão Pública pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) e Pós-Graduação em Gestão do Esporte pela Fundação Instituto de Administração (FIA) da FEA-USP.

Leia também: Doria anuncia cúpula da Segurança em SP e garante ação "implacável" contra PCC

Com os anúncios de hoje, a equipe de João Doria que assumirá o governo em 1º de janeiro de 2019 já conta com 16 secretários confirmados. Além disso, também já foi anunciado que o vice-governador eleito, Rodrigo Garcia, assumirá a secretaria de governo (que será extinta como pasta), e outros nomes do segundo escalão, como o do novo comandante da Polícia Militar e o chefe da Polícia Civil, além dos futuros presidentes da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.