OPERAÇÃO CABRERA /

Sexta-feira, 19 de Maio de 2017, 13h:34

A | A | A

PF prende professor de educação física de Jaciara por pornografia infantil

O servidor público irá responder pelos crimes, a pena para esse crime varia de um a seis anos de prisão.


Imagem de Capa
Repórter MT

A Polícia Federal (PF) prendeu um professor de educação física, em flagrante, por posse e compartilhamento de pornografia infantil, na quinta feira (18). O servidor é lotado na Secretária de Saúde de Jaciara, e foi detido durante a Operação Cabrera.

 

A assessoria da PF confirmou ao Repórter MT   que duas linhas de ações foram tomadas em Mato Grosso. Além do mandado de prisão cumprido em Jaciara, também foi realizado um mandado de busca e apreensão de equipamentos eletrônicos em Alto Araguaia (415 km ao Sul da Capital).

 

Além de Mato Grosso, a operação foi deflagrada em 17 estados e Distrito Federal (DF). Os nomes dos envolvidos não foram divulgados para não atrapalhar nas investigações.

 

O servidor público irá responder pelos crimes de posse e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil. A pena para esse crime varia  um a seis anos de prisão, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente e o Código penal Brasileiro.

 

Conforme a PF, 93 mandados de busca e apreensão, duas prisões preventivas e uma condução coercitiva foram realizadas durante a operação.

 

O nome da operação presta homenagem a Araceli Cabrera Sánchez Crespo, uma menina brasileira de 8 anos que foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada em 18 de maio de 1973, crime que até hoje permanece impune. Posteriormente, a data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.

 

A Polícia Federal (PF) prendeu um professor de educação física, em flagrante, por posse e compartilhamento de pornografia infantil, na quinta feira (18). O servidor é lotado na Secretária de Saúde de Jaciara, e foi detido durante a Operação Cabrera.

 

A assessoria da PF confirmou ao Repórter MT que duas linhas de ações foram tomadas em Mato Grosso. Além do mandado de prisão cumprido em Jaciara, também foi realizado um mandado de busca e apreensão de equipamentos eletrônicos em Alto Araguaia (415 km ao Sul da Capital).

 

Além de Mato Grosso, a operação foi deflagrada em 17 estados e Distrito Federal (DF). Os nomes dos envolvidos não foram divulgados para não atrapalhar nas investigações.

 

O servidor público irá responder pelos crimes de posse e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil. A pena para esse crime varia  um a seis anos de prisão, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente e o Código penal Brasileiro.

 

Conforme a PF, 93 mandados de busca e apreensão, duas prisões preventivas e uma condução coercitiva foram realizadas durante a operação.

 

O nome da operação presta homenagem a Araceli Cabrera Sánchez Crespo, uma menina brasileira de 8 anos que foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada em 18 de maio de 1973, crime que até hoje permanece impune. Posteriormente, a data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!