TSE /

Quarta-feira, 16 de Maio de 2018, 12h:04

A | A | A

Ministro suspende eleição para prefeito em Santa Cruz das Palmeiras (SP)

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso suspendeu a realização da eleição suplementar para prefeito e vice-prefeito...


Imagem de Capa

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso suspendeu a realização da eleição suplementar para prefeito e vice-prefeito de Santa Cruz das Palmeiras (SP), que estava marcada para o dia 3 de junho. Barroso determinou que a suspensão deve vigorar até o pronunciamento do  Plenário do TSE sobre recurso especial proposto pelo prefeito cassado. 

O ministro tomou a decisão ao conceder parcialmente liminar, em ação cautelar apresentada por Thiago de Oliveira, prefeito do município. Ele e o vice-prefeito, Josias Rabelo Júnior, foram cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) por abuso de poder econômico e arrecadação ilícita de recursos (Caixa 2) na campanha de 2016. Além de cassar o mandato, o TRE declarou Thiago de Oliveira inelegível por oito anos.

Ao conceder a liminar apenas para suspender a realização da nova eleição, o relator destacou que o Supremo Tribunal Federal (STF) firmou entendimento na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5525 de que a execução de uma decisão que indefere registro de candidato, que casse o diploma ou resulte na perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário deve se dar, de forma imediata, somente após decisão da última instância da Justiça Eleitoral.  “Portanto, a determinação do TRE-SP de realização de novas eleições, independentemente do pronunciamento da última instância da Justiça Eleitoral sobre o caso, conflita com a orientação do STF”, salientou o relator.

Além da divergência entre a decisão da Corte Regional com o posicionamento do STF na ADI 5525, o ministro assinalou que a proximidade da data da eleição suplementar no município paulista e a existência de recurso pendente de julgamento no TSE recomendam a suspensão da eleição convocada pelo TRE.

EM/CM 

Processo relacionado: AC 12061

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

21/05 - Na noite do último sábado, 19, os holofotes estavam voltados para o casal Rosi e Moacir Quaini que celebrou 30 anos de união com pomposa festa, no centro de eventos Primacredi. A romântica história de amor que teve inicio em 1988, na Catedral do Divino Espirito Santo, em Cruz Alta- RS, foi reafirmada, dessa fez com a presença dos frutos da união, os filhos Leonardo e Letícia Quaini. Há cerca de aproximadamente um ano juntamente com a cerimonialista Sibeli Salvatori os noivos começaram a organizar a noite que será eternizada para sempre. Profissionais de mão cheia foram convocados para a suntuosa comemoração. A décor Silvânia Costa traduziu toda a magnitude da celebração nos detalhes da imponente decoração em tons de branco, verde e champanhe. O buffet foi assinado pela requisitada Mirian Avila, e o repertório musical ficou por conta da banda Comunicasom que animou os convidados até altas horas da matina. Os filhos Letícia e Leonardo não conteram as lágrimas ao proferirem homenagem aos pais expressando todo amor, carinho e gratidão ao voltarem ao tempo e relembrar, como a união pautada no amor e cumplicidade vence os desafios do tempo. A bênção de renovação dos votos de amor e fidelidade foi ministrada pelo frei Constantino e testemunhada por em torno de 250 convidados que celebraram o momento ímpar com a família que esbanjou felicidade do começo ao fim da noite. As fotos oficiais foram registradas pelas criteriosas lentes do cuidadoso e atento fotógrafo Marcello Holanda. Nossa coluna hoje é exclusiva em homenagem a badalada Bodas de pérola e destaca momentos de emoção dos queridos Rosi e Moacir Quaini que distribuíram abraços e sorrisos durante toda a comemoração. Confiram!

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.