Internacional /

Quinta-feira, 09 de Agosto de 2018, 16h:37

A | A | A

Polícia acha cativeiro com 11 crianças que eram treinadas para atirar em escolas

reprodução/ABC News Crianças treinadas para fazer tiroteio em escolas estavam famintas e sujas quando encontradas no Novo México A polícia do...


Imagem de Capa
Crianças treinadas para fazer tiroteio em escolas estavam famintas e sujas quando encontradas  no Novo México
reprodução/ABC News
Crianças treinadas para fazer tiroteio em escolas estavam famintas e sujas quando encontradas no Novo México

A polícia do estado americano de Novo México resgatou 11 crianças de um acampamento onde estariam sendo treinadas para realizar tiroteios em escolas. Segundo informações da ABC News , os meninos, entre um a 15 anos de idade, foram encontrados famintos e sujos na última sexta-feira (4), junto de três mulheres e dois homens.

Leia também: Dezenas de crianças são mortas em ataque aéreo a ônibus no Iêmen

Os cinco adultos foram presos e, de acordo com os documentos liberados pelas autoridades locais, um deles era Siraj Wahhaj, de 39 anos, que estaria treinando as crianças para Realizar  tiroteios em escolas .

Quando encontrado, o homem acusado de sequestro do próprio filho foi flagrado com um fuzil AR-15, munições e quatro revólveres.

A polícia encontrou o cativeiro, localizado no povoado de Amalia, durante a etapa de uma investigação iniciada em dezembro, quando a esposa de Wahhaj, do estado da Geórgia, denunciou o marido por desaparecer com o filho deles, de apenas três anos de idade, que precisava de tratamento médico para diversos problemas de saúde.

De acordo com o depoimento da mulher, Wahhaj havia afirmado "que queria exorcizar o filho porque acreditava que ele estava possuído pelo demônio". Mais tarde, falou que levaria o menino ao parque e nunca mais voltou para casa.

Meses depois do início das buscas, autoridades encontraram o corpo de uma criança nas imediações do cativeiro , mas ainda não foi confirmado se os restos mortais pertencem ao menino procurado. 

Leia também: Senado da Argentina rejeita lei de legalização do aborto por 38 votos a 31

Vizinhos falam sobre crianças treinadas para fazer tiroteios em escolas

Grupo de 11 menores era treinado a manusear armas e munições por cinco adultos
reprodução/ABC News
Grupo de 11 menores era treinado a manusear armas e munições por cinco adultos

Um dos vizinhos do acampamento, Tyler Anderson, declarou para as autoridades que o grupo chegou na região em dezembro, com dinheiro o suficiente para comprar comida e materiais de construção.

Ele ainda disse que conheceu os dois homens responsáveis pelo "acampamento", ajudando-os a instalar painéis solares e viu, por diversas vezes, os meninos mais novos brincando com outros garotos da região.

“Pensávamos que só estavam fazendo o que nós estamos fazendo: pegando um pedaço de terra”, explicou o mecânico de 41 anos. Contudo, conforme os meses passaram, ele e seus vizinhos começaram a se preocupar com a situação e avisaram as autoridades, meses antes da investigação da Geórgia chegar no estado do sul do país.

Leia também: Autores de atentado contra Maduro teriam recebido U$ 50 milhões, diz governo

Agora, os adultos acusados de treinar as crianças para realizar tiroteios em escolas do país foram presos e estão em processo de julgamento.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.