Internacional /

Sexta-feira, 19 de Abril de 2019, 22h:54

A | A | A

Casal que prendeu e torturou filhos nos EUA é condenado à prisão perpétua

Reprodução/Riverside County Sheriff's Department Casal que prendeu e torturou filhos nos EUA é condenado à prisão perpétua Um tribunal da Califórnia,...


Imagem de Capa
Casal condenado à prisão perpétua
Reprodução/Riverside County Sheriff's Department
Casal que prendeu e torturou filhos nos EUA é condenado à prisão perpétua

Um tribunal da Califórnia, Estados Unidos, condenou nesta sexta-feira (19) à prisão perpétua um  casal norte-americano que durante anos manteve presos em casa e torturou seus 13 filhos. O juiz Bernard J. Schwartz pronunciou a sentença de David Turpin, de 57 anos, e de Louise Turpin, 50 anos, durante audiência assistida por seus filhos biológicos, vítimas de abusos maus-tratos, que leram sentidos testemunhas.

O casal Turpin haviam se declarado culpados de 14 delitos, incluindo tortura, abuso infantil e sequestro, no dia 22 de fevereiro deste ano, e sua prisão pelo resto da vida já era esperada. Eles poderão pedir liberdade condicional em 25 anos.

"Meus pais me roubaram toda minha vida, mas já estou recuperando", disse uma das filhas, identificada apenas como Jane Doe 4 (jargão em inglês para algo como “Fulana 4”). "Tudo acontece por uma razão, e o que pode ter sido muito mal me fez mais forte", acrescentou.

Na sua fala, um dos filhos dos Turpin , que se identificou como Joshua, disse que perdoava os pais, apesar de afirmar ainda ter pesadelos com o que sofreu.

"Não posso descrever em palavras o que passamos enquanto crescíamos", afirmou Joshua. "Às vezes tenho pesadelos com as coisas que aconteceram, meus irmãos sendo acorrentados, mas isso é passado e este é o presente. Amo meus pais e os perdoo por todas as coisas que nos fizeram", completou.

David Turpin, de camisa marrom e gravata roxa, e Louise, que vestia preto, choravam enquanto escutavam os testemunhos. O  casal foi preso em janeiro de 2018 depois que uma de suas filhas, então com 17 anos, conseguiu fugir do que foi apelidada de “a casa do terror” localizada em Perris, a Sudeste de Los Angeles, e chamar a polícia.

O casal Turpin e seus 13 filhos
Reprodução/Facebook
O casal Turpin prendeu e torturou por anos os 13 filhos; David e Louise foram condenados à prisão perpétua

Os pais foram acusados de tortura , confinamento e abuso infantil contra 12 de seus 13 filhos biológicos, a quem espancavam e estrangulavam, além de mantê-los desnutridos, de só permitir-lhes um banho por ano e nunca terem os levado a um médico ou dentista.

"Sinto muito por tudo que fiz a meus filhos, os amo muito", lamentou a mãe, segurando as lágrimas, numa declaração antes de escutar a sentença. "Nunca quis machucá-los", acrescentou o pai. "Rezo para que se mantenham unidos e se cuidem uns aos outros já que mamãe e papai não estarão mais aí", disse.

Os 13 irmãos, com entre 3 e 30 anos de idade, estão sob os cuidados dos serviços de proteção de crianças e adultos do condado (divisão governamental semelhante a um município) americano.

A promotoria disse que buscou negociar que o casal se declarasse culpado para evitar que os seus 12 filhos tivessem que testemunhar contra os pais no tribunal.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.