Economia /

Terça-feira, 29 de Maio de 2018, 18h:21

A | A | A

Nove aeroportos estão sem combustível por conta da greve, informa Infraero

Reprodução Aeroporto de Palmas, no Tocantins, é um dos nove que estão sem combustível nesta terça-feira (29) por conta da greve dos caminhoneiros...


Imagem de Capa

Brasil Econômico

Aeroporto de Palmas, no Tocantins, é um dos nove que estão sem combustível nesta terça-feira (29) por conta da greve dos caminhoneiros
Reprodução
Aeroporto de Palmas, no Tocantins, é um dos nove que estão sem combustível nesta terça-feira (29) por conta da greve dos caminhoneiros

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária ( Infraero ) informou no começo da tarde desta terça-feira (29) que nove dos 54 aeroportos administrados por ela em todo país estão sem combustível e, portanto, só estão realizando pousos e decolagens de aeronaves que sejam capazes de fazê-los sem precisar reabastecer nesses terminais.

Leia também: Estoques de produtos não perecíveis dos mercados já estão pela metade, diz Abras

Os nove aeroportos indicados pelas Infraero são os de São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Aracaju (SE), Foz do Iguaçu (PR), Palmas (TO), Imperatriz (MA) e Londrina (PR).

Dessa forma, a empresa alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível nos terminais de origem e destino. Já aos passageiros, a orientação é para que procurem suas companhias aéreas para consultar a situação de seus respectivos voos. 

Voos cancelados

A Infraero informou também que problemas de desabastecimento, entre outros, já provocaram o cancelamento de 66 voos até às 16h dessa terça-feira (29). A companhia aérea mais afetada até agora é a Azul que cancelou 34 voos ou 16,19% do total de trechos programados para o período.

Dos 850 voos programados nos 54 aeroportos administrados pela Infraero até às 16h dessa terça-feira (29) apenas 66 foram cancelados
Divulgação/Infraero
Dos 850 voos programados nos 54 aeroportos administrados pela Infraero até às 16h dessa terça-feira (29) apenas 66 foram cancelados

Leia também: Desemprego apresenta melhora em um ano, mas ainda atinge 13,4 milhões de pessoas

Problemas com combustível também provocaram cancelamento de 14 voos da Latam (5,38% do seu total), 12 voos da Avianca (12,77%) e 4 da Gol (1,48%). Juntas essas companhias representam 98,12% dos voos programados nos 54 aeroportos administrados pela Infraero atualmente.

Para tentar driblar a grave grise de desabastecimento, as companhias aéreas anunciaram medidas especiais ainda na semana passada para tentar tranquilizar os passageiros e minimizar os impactos. A maioria flexibilizou as regras de remarcação de passagens e isentou de cobranças de taxas ou multas os passageiros que perderam seus voos por conta dos transtornos causados pela greve.

Nesta terça-feira, no entanto, a Latam chegou a divulgar um vídeo no qual mostra um avião da companhia carregando combustível para um dos  aeroportos mais afetados pelo desabastecimento, o de Brasília, para poder abastecer as demais aeronaves da empresa naquele terminal.

Leia também: Ministro espera que redução no preço do combustível chegue à bomba nessa semana

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.