Economia /

Segunda-feira, 22 de Abril de 2019, 14h:46

A | A | A

"Não sei se foi a melhor decisão", diz Maia sobre sigilo da Previdência

Agência Brasil/Marcelo Camargo Para Rodrigo Maia, reforma da Previdência deve passar na votação da CCJ nesta terça-feira (23) O presidente da...


Imagem de Capa
Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
Agência Brasil/Marcelo Camargo
Para Rodrigo Maia, reforma da Previdência deve passar na votação da CCJ nesta terça-feira (23)


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comentou, nesta segunda-feira (22), a decisão do governo federal de tornar sigilosos os estudos realizados para construir o texto da reforma da Previdência. Segundo ele, a medida pode não ter sido boa.

Leia também: Sigilo prova que Previdência "não é justa e nem necessária", diz Manuela D'àvila

"Não sei se foi a melhor decisão, mas quando a reforma chegar na comissão especial não tem jeito", disse, acrescentando que o sigilo da Previdência foi algo "de curto prazo". "Os dados vão estar abertos, senão não tem como começar a trabalhar", completou.

Maia também comentou o atraso da votação da nova Previdência na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJ), que foi adiada para terça-feira (23) após uma sessão tumultuada na semana passada . De acordo com o presidente, o processo deve ser finalizado amanhã. "Acho que amanhã vai passar e a gente vai terminar este processo na CCJ, que levou tempo demais, infelizmente. A partir da semana que vem, a gente começa o trabalho na comissão especial", declarou. "Está bem encaminhado e tem mais apoio do que no passado."

"A Câmara precisa entender que há uma grande crise fiscal. O custo previdenciário é muito alto e aumenta rapidamente. Se não tiver uma solução para a previdência, certamente não terá uma solução de investimento para o Brasil nos próximos anos", continuou.

Sobre a lentidão no processo, o presidente da Câmara dos Deputados disse que a reforma na Previdência divide a sociedade porque é “um tema polêmico”. " A reforma tributária unifica a sociedade e divide a Federação, já que os interesses por uma boa reforma tributária precisa reorganizar as atribuições de cada um dos entes no sistema para que a gente possa ter de fato um sistema mais simples", disse.

Leia também: Maia mostra otimismo por reformas, mas diz que Bolsonaro precisa aumentar base 

Além da reformada Previdência , Rodrigo Maia diz que a Câmara também deve seguir com a reforma tributária e outros temas importantes para a economia brasileira. " A gente pode avançar o licenciamento ambiental, coisas como a relação CADE e Banco Central, que é muito importante para destravar alguns conflitos, a própria autonomia do Banco Central", explicou. "Tem muitas pautas que podem tramitar independentes das pautas de emendas constitucionais que vão ajudando o ambiente econômico. São coisas assim que a gente vai trabalhando enquanto, de forma paralela, a gente trabalha as grandes reformas."

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.