Economia /

Segunda-feira, 16 de Abril de 2018, 09h:30

A | A | A

Inflação oficial de 2018 deve ser de 3,48%, aponta Boletim Focus

shutterstock O Boletim Focus também reduziu a expectativa para o IPCA de 2019, o valor antes registrado em 4,09% passou para 4,07% Pela décima primeira...


Imagem de Capa

Brasil Econômico

O Boletim Focus  também reduziu a expectativa para o IPCA de 2019, o valor antes registrado em 4,09% passou para 4,07%
shutterstock
O Boletim Focus também reduziu a expectativa para o IPCA de 2019, o valor antes registrado em 4,09% passou para 4,07%

Pela décima primeira semana consecutiva, o Boletim Focus registrou queda na estimativa para o índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Na publicação desta segunda-feira (16), o mercado financeiro projetou o valor de 3,48%, enquanto que na semana passava a marca era de 3,53%.

Leia também: Motoristas se sentem enganados por postos de gasolina; número de queixas dispara

O resultado está mais distante da meta central para a   inflação  fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), de 4,5%, entretanto, segue dentro do limite inferior e superior do índice, que estão, respectivamente, em 3% e 6%. O  Boletim Focus   também reduziu a expectativa para o IPCA de 2019, o valor antes registrado em 4,09% passou para 4,07% e, segue abaixo da meta de 4,25%.

PIB e Selic

Outra retração registrada pelo Banco Central (BC) foi em relação à projeção do Produto Interno Bruto ( PIB ). Se na segunda-feira passada a expectativa de crescimento era de 2,80%, nesta semana, o mercado financeiro avaliou que o País deve crescer 2,76% em 2018. Vale destacar que há quatro semanas, a estimativa estava em 2,83%.

Para 2019, por outro lado, o BC manteve a projeção da soma de todos os bens e serviços em 3% pela décima primeira semana consecutiva.

Leia também: Projeto que libera FGTS a quem pede demissão é aprovado, mas governo quer barrar

Como o atual cenário econômico tem favorecido projeções de queda para a taxa básica de juros, a  Selic , o mercado financeiro espera que, em maio, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduza o índice de 6,50% para 6,25% e suba ao longo de 2019, fechando o período em 8% ao ano.

Quando a Selic aumenta, o objetivo do BC é conter a demanda aquecida, o que gera reflexos nos preços, uma vez que juros mais altos encarecem o crédito e estimulam que mais dinheiro fique contido na poupança do consumidor.

Leia também: Tem dinheiro no Tesouro Direto? Saiba declarar este e outros investimentos no IR

Agora, quando a instituição opta por diminuir o índice dos juros básicos, a ideia é fazer com que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação. Acompanhe o próximo  Boletim Focus  e fique por dentro dos principais indicadores econômicos no   Brasil Econômico .

*Com informações da Agência Brasil

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!