economia /

Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017, 00h:01

A | A | A

Após anúncio de desestatização, ações da Eletrobras registram alta de 50%

Crescimento nas ações da Eletrobras também teve impacto significativo sobre a bolsa de valores, que fechou no maior nível em mais de seis anos


Imagem de Capa

Brasil Econômico

Agência Moody's acredita que plano de privatização pode prejudicar reestruturação da Eletrobras
Divulgação
Agência Moody's acredita que plano de privatização pode prejudicar reestruturação da Eletrobras

Depois do anúncio de desestatização da Eletrobras, as ações da companhia registraram um salto de quase 50%. A elevação diz respeito às ações ordinárias (com direito a voto em assembleia de acionista) da empresa, que cresceram 49,3%, chegando ao valor de R$ 21,20. Os papéis preferenciais (com prioridade na distribuição de dividendos) valorizaram-se 32,08%, fechando em R$ 23,55.

Leia também: Privatização da Eletrobras não deverá incluir usina de Itaipu e Eletronuclear

O crescimento nas ações da Eletrobras teve impacto sobre a bolsa de valores, que fechou no maior nível em mais de seis anos. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou esta terça-feira (22) com alta de 2,01%, aos 70.011 pontos. O indicador encerrou a sessão no maior valor desde 19 de janeiro de 2011, última vez em que tinha ficado acima dos 70 mil pontos.

Os investidores mostraram otimismo mesmo com o alerta da agência de classificação de risco Moody’s, de que a privatização pode ser negativa à nota de crédito da companhia. Em comentários na conta oficial no Twitter, a agência informou que o plano introduz incertezas sobre como o governo apoiaria a companhia em caso de dificuldades financeiras.

Leia também: Fiesp e centrais se reúnem para discutir propostas para gerar empregos

Segundo o que foi divulgado pela agência, o plano de privatização cria “distrações” que podem prejudicar a reestruturação da companhia, que teve início em novembro do ano passado.

A Moody's, no entanto, informou que o rating (nota que indica a capacidade de a empresa pagar as dívidas) da companhia não mudará no curto prazo e que depende do detalhamento da forma e do cronograma da privatização, assim como do aparecimento de interessados.

Leia também: Governo enviará projeto de lei ao Congresso para rever vetos à LDO de 2018

Dólar

Em relação à moeda norte-americana, o dia após o anúncio de desestatização da Eletrobras foi iniciado em queda, mas a tendência foi revertida e terminou o dia em alta. O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 3,181, com valorização de 0,4%. A cotação passou a subir após o término da sessão da comissão especial da Câmara dos Deputados, que foi convocada para votar a medida provisória que vota a Taxa de Longo Prazo, terminar sem acordo.

*Com informações da Agência Brasil

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!