carros /

Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018, 19h:18

A | A | A

Confira 5 coisas que carro autônomo fará por você no futuro

Mais segurança, menos consumo de combustível e outras praticidades estão entre as vantagens. Confira mais algumas


Imagem de Capa
Renault Symbioz: o estudo sobre carro autônomo da marca francesa que logo será colocado em prática
Divulgação
Renault Symbioz: o estudo sobre carro autônomo da marca francesa que logo será colocado em prática

Sim, eu sei. Ainda parece cenário de filme de ficção científica. Mas saiba que o mundo está caminhando em uma trajetória sem volta quando falamos de carro autônomo. Nas próximas décadas, você não terá mais que assumir o volante de um carro, procurar uma vaga no shopping lotado ou até ser o motorista da rodada quando for sair com os seus amigos. 

LEIA MAIS: Como a falta de infraestrutura atrasará a chegada de carros autônomos ao Brasil

Para que você entenda como vai ser legal deixar volante e pedais de lado, preparamos uma lista com cinco ocasiões em que o carro autônomo irá descomplicar a sua vida no futuro. Ou, quem sabe, a vida dos seus netos, conforme o "andar da carruagem" no Brasil. 

1 - Achar uma vaga? Nunca mais!

Imagine que você está chegando em um shopping lotado. Não há qualquer razão para sair a procura de uma vaga. Basta desembarcar do veículo à frente da entrada e curtir o seu passeio, pois o seu carro autônomo poderá procurar por uma vaga sem a sua assistência.

Quando estiver encerrando o passeio, basta chamá-lo pelo celular e ele virá até o ponto em que você desembarcou. A Audi demonstrou isso em um vídeo conceito da antiga geração do A7. A dona do sedã de luxo desembarca em frente ao trabalho e envia o carro para a garagem por meio do celular. No fim do expediente, basta um chamado e o sedã surge para buscá-la. Confira o vídeo acima, mostrando como o sistema funciona.

2 - Usar o celular ao volante

Volvo S60: marca sueca já tem condução semi-autônoma. Alguns testes chegaram a ser realizados no Brasil
Divulgação
Volvo S60: marca sueca já tem condução semi-autônoma. Alguns testes chegaram a ser realizados no Brasil

Uma das principais causas de acidentes entre jovens é o uso do celular ao volante. A Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) publicou um levantamento informando que esta é uma das infrações que mais crescem na cidade de São Paulo, sendo a causa de centenas de mortes todos os anos.

LEIA MAIS: O que 2017 nos ensinou sobre carros híbridos e elétricos no Brasil

Nos países que estão mais à frente sobre pesquisa e desenvolvimento de carro autônomo, o motorista continua sendo soberano ao volante. Ele deve ficar atento a todas as condições do trânsito, pois o sistema pode pedir para que o mesmo assuma o controle do carro em determinadas situações. Portanto, o uso de celular ao volante continua sendo proibido, mesmo em carros autônomos.

Mas no futuro que todas as montadoras estão prospectando, você não precisará prestar atenção na pista. Tanto é que a Mercedes-Benz já apresentou o conceito F015, que lembra uma sala de estar compacta. Os assentos dianteiros, que mais parecem bancos das naves espaciais de Star Trek, podem virar para os traseiros, permitindo que todos os ocupantes interajam sem qualquer preocupação.

3 - Uber autônomo

Ford Fusion autônomo da Uber em testes em Pittsburg, na Califórnia (EUA)
Divulgação
Ford Fusion autônomo da Uber em testes em Pittsburg, na Califórnia (EUA)

Que tal fazer dinheiro enquanto você está trabalhando? Pois saiba que isso será possível no futuro autônomo. Algumas fabricantes, como a Volvo, já estão trabalhando no compartilhamento digital de veículos, onde seu carro ficaria à disposição das outras pessoas que quisessem utilizá-lo enquanto você está fazendo outras coisas.

Evidentemente, você poderá selecionar condições, limitações e horário de saída do seu trabalho para que seu carro esteja a disposição no fim do expediente. Este será um dos recursos mais legais para quem quiser guardar uma grana extra no fim do mês. O chamado car sharing (ou compartilhamento de carro) já está sendo utilizado na Europa com veículos não-autônomos. A diferença é que o condutor que estará alugando o seu carro não terá que se locomover até ele. Confira o vídeo acima para entender como funciona.

4 - Menos acidentes

Demonstração do sistema de sensores autônomos desenvolvidos pela Bosch vai ser usado nos carros autônomos
Divulgação
Demonstração do sistema de sensores autônomos desenvolvidos pela Bosch vai ser usado nos carros autônomos

A tecnologia autônoma viabilizará viagens em comboio com distância segura de apenas seis metros em relação ao carro da frente. A recomendação para motoristas de carne e osso é que a distância fique na casa dos 75 metros, por conta do tempo de reação.

Mas como um carro consegue ficar tão próximo do outro de maneira segura? Porque um está conectado ao outro. Se o da frente frear, o de trás imediatamente também o fará, sem nenhum atraso. E o modelo à frente nem precisa ser autônomo para que isso aconteça. Além disso, robôs são muito melhores em seguir regras que seres humanos. Não há cansaço, distração, imprudência ou embriaguez.

Outro estudo divulgado pelo Departamento de Trânsito dos Estados Unidos aponta que 92% dos acidentes envolvem erro humano. De fato, você deve ter ficado sabendo de um acidente envolvendo um carro autônomo do Google e um ônibus que aconteceu no início de 2016. Mas de acordo com a empresa, em um mundo 100% autônomo, o ônibus e o veículo autônomo poderiam decidir em milésimos de segundos quem tem mais prioridade no trânsito. Vale dizer também que, nos Estados Unidos, carros autônomos estão sendo testados nas ruas sem motoristas em trajetos específicos. A Ford fechou uma parceria recente com o aplicativo Uber, e colocou um Fusion autônomo à disposição do aplicativo para trajetos específicos na Califórnia.

5 - Gastando menos combustível

Ford demonstra o efeito comboio no Fusion autônomo. Há até 14% de ganho energético com a prática
Divulgação
Ford demonstra o efeito comboio no Fusion autônomo. Há até 14% de ganho energético com a prática

De acordo com a Volvo, o veículo autônomo pode registrar uma economia de combustível até 14% maior que carros convencionais. Isso acontece por quê, com um carro quase colado no outro no efeito comboio mencionado acima, a resistência aerodinâmica diminui, reduzindo o gasto com gasolina e as emissões de gases poluentes no meio ambiente.

LEIA MAIS: No novo universo automotivo, quem ditará as regras serão os fornecedores

Infelizmente, o Brasil continua atrasado quando tratamos dos avanços e viabilizações de carros autônomos. Para que o sistema funcione perfeitamente, é necessária uma rede de conectividade madura como o 5G. Uma tecnologia dessas só vai funcionar se mais frequências de sinais forem liberadas, o que só seria possível com a extinção de redes não regulamentadas (como as piratas), bem como o sinal 2G, que apesar de ultrapassado, ainda domina uma enorme fatia dessas frequências no Brasil.

Na Alemanha, o carro autônomo já está autorizado a rodar fora das pistas de teste desde o começo do ano passado (contanto que o condutor esteja sentado no banco do motorista). Há um incentivo por parte governo para que empresas possam continuar desenvolvendo suas tecnologias. Tanto é que as autoridades alemãs chegaram a liberar as famosas Autobahns para que Audi, Mercedes e BMW fizessem testes com veículos autônomos, elétricos e híbridos.



Fonte: IG Carros

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.