ECONOMIA /

Segunda-feira, 29 de Outubro de 2018, 14h:53

A | A | A

Número de empregos vem crescendo em Campo Verde e região mesmo com crise

O reflexo na nossa região, que vem crescendo mesmo diante da crise, não foi tão percebido quando em outras regiões do Brasil.


Imagem de Capa
Paulo Pietro

Os números de Campo Verde em relação à geração de empregos vem oscilando em 2018, apesar do saldo ser positivo, o mês de setembro, último contabilizado pelo Caged (Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados) órgão oficial do governo que mede o número de empregos formais (com carteira assinada) no Brasil, apontou um saldo positivo de apenas 28 empregos em Campo Verde. 

 

No total somente em setembro 648 admissões e 620 desligamentos. Mas os números totais de empregos gerados até setembro ainda são otimistas. O Diário realizou a comparação dos meses de janeiro a setembro desde 2015, para saber se os números de 2018 estão dentro do padrão, este ano até agora o saldo de geração de empregos está em 1.408 empregos, enquanto no mesmo período em :

 

2015- 1017 empregos

2016- 928 empregos

2017- 1594 empregos

 

Em comparação aos últimos anos, somente o ano passado a geração de empregos foi maior, mas segundo especialistas esses números podem subir depois do final da campanha para presidência da republica. 

 

O alto desemprego é um dos principais problemas que o presidente eleito em outubro terá de enfrentar a partir de janeiro de 2019. Em menos de três anos e meio, o número de desempregados no país dobrou com a crise econômica e política, saltando de 6,7 milhões no fim de 2014 para 13,4 milhões no trimestre encerrado em abril passado, o que representa 12,9% dos trabalhadores, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

 

O fim de 2014 marcou o encerramento do primeiro mandato da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Em 2015, no primeiro ano do segundo mandato, o número de desempregados pulou para 8,6 milhões e continuou crescendo com força após o impeachment que colocou Michel Temer (MDB) no poder. Chegou a bater em 13,7 milhões em janeiro de 2017.

 

O reflexo na nossa região, que vem crescendo mesmo diante da crise, não foi tão percebido quando em outras regiões do Brasil, os números na geração vem crescendo ano a ano, mas o receio da continuidade do governo PT, que comandou o Brasil nos últimos 15 anos, com certeza freou novos investimentos, que com a perspectiva de novos ares deve destravar os projetos, acreditando no otimismo econômico. 

 

Segundo as informações da secretária de indústria e comércio de Campo Verde, os maiores investimentos no município nos últimos anos, que geraram a maioria dos empregos, foram de empresas que já estavam estabelecidas na cidade e ampliaram seus leques, não existiu nenhuma grande empresa, mas dezenas de pequenas que garças a incentivos e a conseguiu aumentar seus postos de trabalho. 

 

A perspectiva de investimentos maiores existem, mas dependem de algumas negociações e mudanças, esse é o caso por exemplo do setor avícola da cidade que depois do declínio da BRF no município, vive um período de incertezas, mas com boas perspectivas que podem trazer uma grande geração de emprego e renda para Campo Verde. 

 

Com todas as considerações realizadas, no último ano o município ainda terminou 2017 entre os dez de Mato Grosso que mais geraram empregos, a previsão é que este ano a cidade pelo menos se mantenha neste grupo. 

 

Primavera do Leste é outro município que vem passando pela crise sem ser muito notado, apesar de o mês de setembro ter tido saldo negativa na geração com -31 empregos, o saldo anual, até agora, é bem positivo com a geração de 1600 novos postos de trabalho.      

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Campo Verde

HMCJ comemora aquisição de R$ 60 mil em mobiliário

Na cerimônia de entrega, as autoridades locais falaram sobre mais esse investimento na saúde do município

Câmara se prepara para novas eleições

Vereador Cabo Solivan, realiza protocolo com oficio que confirma sua intenção de se tornar o novo presidente da casa para próximo biênio.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.