SANEAMENTO /

Terça-feira, 30 de Janeiro de 2018, 15h:34

A | A | A

Extravasamento de esgoto é registrado no Bairro Santa Rosa

Empresa revela que sólidos grosseiros e água da chuva tem sido despejados indiscriminadamente na rede de esgoto.


Imagem de Capa
Paulo Pietro

Mais uma vez moradores da região do Santa Rosa reclamaram  sobre um extravasamento da rede de esgoto em uma das ruas do bairro. O problema foi registrado na última sexta-feira (26).

 

A SEDAM foi acionada e constatou o problema, funcionários da Empresa Águas de Campo Verde foram até o local ainda na sexta e desentupiram a rede de esgoto, resolvendo o extravasamento, apesar de ser uma obrigação da concessionária fiscalizar os dejetos depositados, a população tem que colaborar, no cano que estava entupido segundo o próprio supervisor da SEDAM Edson Silva Castro, continha restos de brinquedo, plásticos e até mesmo uma camiseta, material que foi jogado na rede de esgoto e acabou prejudicando a população do Bairro. “A população também tem que se conscientizar de que a rede de esgoto não foi feita para o descarte de lixo, nós cobramos da empresa concessionária, mas também temos que fazer nossa parte, pois nenhum encanamento iria aguentar aos objetos encontrados,” finalizou Edson.

 

A empresa concessionada dos serviços de água e esgoto do município respondeu em nota:

 

Nota ao jornal O Diário

 

A Águas de Campo Verde informa que no bairro Santa Rosa ocorreu uma obstrução na rede de esgoto, ocasionada pelo lançamento indevido de materiais sólidos e água das chuvas na tubulação. Os reparos já foram realizados no local na última sexta-feira (26.01).

 

No município, a Águas de Campo Verde orienta constantemente os moradores sobre o uso correto da rede de esgoto devido à ocorrência de extravasamentos em ruas e residências.

 

Para mais informações e esclarecimentos, a Águas de Campo Verde fica à disposição na Central de Atendimento e no 0800 647 6060 para ligações de telefones fixos e pelo 4020 1038 para ligações de celulares.

 

Segundo a concessionada, um dos principais problemas em relação ao esgoto em Campo Verde, se deve ao depósito irregular de materiais como garrafas pet, fraudas, escovas de dente, entre vários outros objetos que são descartados pela população.

 

Orientação

 

A concessionária nos disponibilizou uma entrevista com coordenador regional da empresa Águas de Campo Verde, Fernando Lima, ele falou sobre os principais problemas encontrados e como podemos facilmente resolve-los.

 

Segundo Fernando, os principais problemas são justamente o descarte indevido de materiais sólidos grosseiros na rede de esgoto, “é muito comum em Campo Verde encontrarmos acúmulos de lixo que acabam entupindo a rede, fraudas, adsorventes, calcinhas entre outros objetos são dispensados sobretudo nos vasos sanitários, esse material não é para estar ali, deve ser descartado no lixo,” explicou o coordenador. Muitas vezes o morador pensa que é somente uma coisinha, mas milhares objetos como os citados vão se acumulando e resultam em prejuízos para a própria população.

 

Até mesmo madeira e restos de materiais de construção como cimento e tinta são descartados muitas vezes na rede de esgoto segundo informou a nossa reportagem o coordenador, segundo ele os poços de visita (bueiros) são constantemente alvo de despejos destes tipos de materiais, que são extremamente prejudicais a rede.    

 

Outra situação frequentemente encontrada que acaba prejudicando a rede, principalmente em períodos chuvosos, são as águas da chuva sento escoadas para rede de esgoto, muitos moradores deixam a água de calhas e calçadas cair diretamente na rede de esgoto, na maioria das vezes por desinformação.

 

“A rede de esgoto é dimensionada somente para o recebimento de esgoto, não de águas da chuva, para isso existem as galerias pluviais, então os moradores tem que ficar atento e evitar jogas nos ralos essa água, que acaba excedendo a capacidade da rede causando os extravasamentos,” relatou Fernando. Ele ainda explicou que as pessoas que tiverem dúvidas sobre o descarte da água da chuva podem procurar sede da empresa, lá existem panfletos informativos de como proceder.

 

Por fim O Diário questionou Fernando quanto à fiscalização da empresa, quanto a isso “nós verificamos a incidência de objetos e água da chuva despejadas na rede, nos locais onde existem muitos casos nós realizamos visitas, frequentemente encontramos usuários fazendo o uso incorreto da rede, nós notificamos esses usuários e orientamos a maneira correta de proceder, caso ele continue com as más práticas, encaminhamos para órgãos competentes que podem até mesmo gerar multas,” retificou.

 

Por fim Fernando disse que a empresa está se esforçando para eliminar os problemas com extravasamentos, mas lembrou que isso é uma questão de mão dupla, a empresa tem que fazer sua parte e a população tem que colaborar utilizando de maneira correta.    

   

 

            

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Campo Verde

Previsão aponta chuva em todos os dias dessa semana em Campo Verde

Previsão aponta probabilidade de 80% de chuva até a próxima sexta-feira.

Relatório da CNT comprova realidade vista nas rodovias da região

Município já tentou fazer sua parte, mas se sente de mãos atadas.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.