ESPORTE /

Segunda-feira, 05 de Fevereiro de 2018, 10h:40

A | A | A

Ex-escolinha de vôlei de Campo Verde integrará equipe de base do Flamengo

omo parte do acerto com o clube carioca, ele terá todo o apoio de alimentação, moradia e bolsa de estudos em um colégio do sistema Elite de Ensino.


Imagem de Capa
Valmir Faria/ASCOM

Com 11 modalidades ofertadas e mais de 1,5 mil atletas com idade entre 10 e 17 anos, as escolinhas esportivas coordenadas pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Campo Verde, além de uma importante ferramenta de inclusão social, têm se transformado em uma grande chance para muitos atletas se tornarem profissionais ou ingressarem em instituições de ensino renomadas graças ao esporte que pratica.

 

O exemplo mais recente é o ponteiro e líbero Henrique Andrade Meinke, 16 anos. Com 1,80 de altura, ele acaba de acertar sua ida para o Clube de Regatas Flamengo, do Rio de Janeiro, onde integrará a equipe de voleibol sub-18. Henrique, que nasceu em Campo Verde e iniciou os treinamentos na escolinha de vôlei da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer em 2013, embarca para o Rio no próximo dia 15.

 

Como parte do acerto com o clube carioca, ele terá todo o apoio de alimentação, moradia e bolsa de estudos em um colégio do sistema Elite de Ensino. O convite para jogar no Flamengo partiu da treinadora Ana Luiza Krau há quatro anos, mas só agora o jovem atleta decidiu aceitar.

 

Desde que iniciou no vôlei, Henrique tem se destacado, sendo convocado para a Seleção Escolar Mato-grossense, onde foi titular por quatro anos, e pré-convocado para a Seleção Brasileira Escolar em 2015, tendo participado da pré-temporada em Saquarema (RJ), base do selecionado brasileiro. Ultimamente ele integrava a equipe do Colégio Isaac Newton, de Cuiabá.

 

Treinado na escolinha de vôlei da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Campo Verde pelo professor Silvio Loureiro de Lima, Henrique Meinke destacou a importância do treinador em sua carreira, que está apenas começando. “Ele me ajudou muito, sempre me incentivou a ir pra fora, me deu todo apoio possível. As escolinhas aqui de Campo Verde são muito boas, têm professores muito conceituados e que são bem vistos no Mato Grosso e fazem em bom trabalho”, disse o jovem atleta que a partir de agora, passa a viver uma nova fase.

 

E as expectativas, segundo ele, são as melhores possíveis. Henrique quer aproveitar o esporte para ingressar como bolsista em uma grande universidade e também se profissionalizar no vôlei.

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.