ERALDO FORTES /

Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2016, 20h:42

A | A | A

Eraldo Fortes

“É uma cidade que sempre supera suas crises com o esforço e o trabalho da população”


Carregando fotos
Elaine Sampaio

Eraldo Gonçalves Fortes, gaúcho de Seberi-RS, casado com Dinacir Campos Fortes, pai de Gustavo e Juliana, formado em Administração de Empresas, Direito e pós-graduado em Políticas Sociais que ainda jovem morava em Amambai, interior de Mato Grosso do Sul, estava à procura de oportunidades de trabalho, recebeu um convite dos irmãos Salete e Zairo que já residiam em Primavera, para vir e tentar uma nova vida. Com muitas expectativas, veio para cá em janeiro de 1990.  Chegando aqui, encontrou uma cidade em franco desenvolvimento, ainda com bastantes dificuldades, com poucas ruas asfaltadas, energia bastante precária, porém com possibilidade de crescimento. “Quando cheguei à cidade ainda estava em crescimento, mas eu percebi que tinha muita possibilidade de crescer e eu visualizei aqui um lugar de futuro”, lembra Evaldo.

 

“Foi um grande desafio, uma quebra de paradigma na época porque um jovem de apenas vinte e sete anos coordenar um grupo de idosos não era comum”

 

Em Mato Grosso do Sul, trabalhava como impressor gráfico, mas aqui chegando foi trabalhar de servente de pedreiro por aproximadamente um ano e meio. Morando com sua irmã na no Bairro Castelândia, em frente  ao Centro Comunitário Jericó, fundado pelo Padre Ornesto Costa, onde funcionava um programa direcionado as crianças e adolescentes que chamava O Clube do Amiguinho, acompanhando os trabalhos do órgão acabou fazendo amizade com a senhora Fatima Almeida e com seu pai, o senhor Custódio, funcionários da prefeitura. Por manter sempre o contato com os funcionários e as crianças de lá, foi chamado para assumir a função de monitor do centro comunitário, já que o senhor Custódio havia se aposentado. Suas atividades envolviam trabalhos com as crianças na horta, na horta medicinal, na pequena marcenaria e atender as crianças em seus turnos. Futuramente o projeto foi transferido para o Parma Vida que tinha um espaço maior e com melhor estrutura, onde as crianças acabaram sendo transferidas para lá.

 

Com o fim do projeto, e ainda final da primeira gestão de Érico Piana, foi coordenar o projeto Conviver, um programa voltado aos idosos e paralelamente começou a trabalhar na secretaria de assistência social. “Foi um grande desafio, uma quebra de paradigma na época porque um jovem de apenas vinte e sete anos coordenar um grupo de idosos não era comum”, relembra.

No ano de 2000, seu nome aparecia nas pesquisas eleitorais como forte candidato a vereador, mas em função do seu trabalho na área social e ser o braço forte dentro da assistência social, devido aos relevantes serviços prestados nesta área, acabou por desistir da sua candidatura.

Mas em 2004, surge novamente à oportunidade e Eraldo se candidata ao cargo de vereador sendo eleito o terceiro mais votado com 889 votos. “ Por ter realizado trabalhos fortes voltados para o social e ser uma pessoa muito espontânea, participando em várias atividades com grupos de jovens, trabalhos comunitários, também como voluntário em diversos projetos e manter contato direto com a população, principalmente com a comunidade mais carente da cidade eu fui eleito o terceiro mais votado”, diz ele.

Foi também em seu primeiro mandato no biênio 2005/2006 integrante da mesa diretora da Câmara Municipal de Vereadores e, no segundo biênio 2007/2008 se tornou presidente do Legislativo. Imediatamente como presidente ele retomou a obra da Câmara Municipal, obra esta que estava praticamente parada havia mais de cinco anos, a concluindo. Ela acabou sendo considerada uma das primeiras Câmaras do Brasil em termos de qualidade e estrutura. Entretanto, em sua opinião, dentro do seu mandato, um dos mais importantes trabalhos realizados por ele e por sua equipe, foi a implantação do Instituto Memória, que fica no prédio da Câmara dos Vereadores. Projeto este, que resgata a história de Primavera do Leste. “Eu comecei a perceber que uns pioneiros mudavam, outros acabavam falecendo pela idade e a gente estava perdendo esta riqueza de informação quanto ao início da formação da cidade de Primavera do Leste. Graças a Deus eu consegui fazer este trabalho. Um trabalho muito importante com mais de duzentas entrevistas gravadas, fotos, documentos, relatos. Enfim, de todas as pessoas que chegaram primeiro na cidade, hoje está tudo no Instituto Memória com gravação em dvd, com pasta individual de todos os pioneiros e todos os políticos, comissão de emancipação, governador da época, prefeitos e vereadores, governador que assinou a Lei de Emancipação, tudo até 2008. Todos as pessoas que fizeram parte do processo de criação político administrativo de Primavera hoje está guardado dentro do Instituto Memória na Câmara dos Vereadores ”, enfatiza Eraldo.

Por estar entre os 150 melhores projetos parlamentares do Brasil, Eraldo Gonçalves Fortes recebeu o Prêmio do Mérito Legislador-2008 em uma cerimônia realizada no Auditório Senador Antonio Carlos Magalhães do Senado Federal, em Brasília-DF, em maio de 2009.

 

“A população de Primavera do Leste é muito exigente. Ela paga seus impostos, contribui com o município, mas ela quer uma saúde de qualidade, uma educação de qualidade, uma cidade limpa, organizada. E com toda razão”

 

Com convicção de estar buscando a possibilidade de poder trabalhar para Primavera, no ano de 2008, Eraldo Fortes com seu grupo político enfrenta uma disputa ao cargo de prefeito de Primavera do Leste pelo partido do DEM. Não foi eleito, mas obteve 10.176 votos. “Não foi vaidade pessoal, não foi vontade nem sonho de poder que disputei o cargo a prefeito em 2008, mas foi por eu acreditar naquele momento que eu deveria ser essa mudança. Perdi a eleição, mas não perdi a dignidade, pois acabei tendo um número bastante considerado de votos”, conta ele.

Em uma nova composição política no ano de 2012, através do seu partido político foi convidado a acompanhar o atual prefeito Érico Piana, para a disputa, saindo vencedores e hoje além de vice-prefeito, assumiu também o cargo de secretário de infraestrutura. A qual considera uma função importantíssima dentro da administração por se exigir muito do gestor, quanto ao acompanhamento do trabalho, do cuidado com a cidade, o atendimento direto à população. “A população de Primavera do Leste é muito exigente. Ela paga seus impostos, contribui com o município, mas ela quer uma saúde de qualidade, uma educação de qualidade, uma cidade limpa, organizada. E com toda razão”, ressalta.

Quanto às dificuldades enfrentadas na sua chegada, ele conta que por nunca ter sido empresário e não ter condições financeiras, sempre trabalhou e se manteve com o suor do seu próprio trabalho. Jamais teve oportunidade de ser agricultor, chegando aqui desprovido de toda condição financeira passou por muita dificuldade, mas sempre procurou pautar em seu trabalho e na manutenção da sua família. “Casei aqui em Primavera, tive muitas dificuldades, sempre trabalhando em serviço público, mas sempre procurei desempenhar com muita honradez o meu trabalho”, fala orgulhoso.

Eraldo lembra ainda, o apoio recebido por toda a população quando teve que enfrentar um problema sério de saúde da esposa, sua companheira que muito lhe apoiou em toda sua história aqui em Primavera. “Eu me sinto muito orgulhoso dessa trajetória. Porque eu acredito que as pessoas tem que ter convicção naquilo que faz, acreditar em si próprio e vencer a cada dia as dificuldades. Sei que não sou perfeito, tenho as minhas falhas, minhas dificuldades, minhas limitações, mas eu procuro dar uma atenção especial à população. Não tenho sede de poder, não sei oque o futuro me reserva daqui pra frente, eu acredito que tendo a minha família como base, os amigos, e a vontade de trabalhar a gente consegue vencer todas as dificuldades”, afirma.

“Primavera é a cidade que eu optei, porque eu sempre procurei buscar novos lugares, mas eu hoje amo Primavera e não troco por nenhum lugar do Brasil. Aqui formei minha família, aqui tive meus filhos que estão estudando, estão se formando, são primaverenses de coração. Aqui pra mim é tudo. Tenho  convicção que já fiz muito por Primavera. Ela é hoje uma cidade desenvolvida, que oferece muitas opções para quem chega. Hoje nós temos quase de tudo aqui, em termos de profissões, de formação e de estrutura de cidade. Gosto sempre de lembrar que as pessoas precisam amar e ajudar a cuidar de Primavera do Leste. Porque quem não passou as dificuldades as quais as pessoas passaram no início, muitas vezes desconhecem a história de Primavera e nós precisamos valorizar e respeitar desde o primeiro cidadão que chegou aqui até a que chegou hoje, ela também tem que ser bem recebida porque é uma soma de esforços. É uma cidade que sempre supera suas crises com o esforço e o trabalho da população”, disse Eraldo.

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!