BLOG LADO ARQ /

Quinta-feira, 16 de Março de 2017, 08h:00

A | A | A

6 Dicas Rápidas pra sua Reforma na Cozinha!

Planejar bem sua reforma é meio caminho andado pra não ter dor de cabeça.


Imagem de Capa
Maria Lívia Resende Souza

A cozinha é uma parte da casa um pouco mais complexa, porque possui área molhada, vários aparelhos, armários, etc. Por isso, planejar bem sua reforma é meio caminho andado pra não ter dor de cabeça.  

 

1) Estabeleça o que você precisa dentro da cozinha, até pra ter noção se o espaço da reforma comporta tudo que você precisa. Espaço para seus eletrodomésticos, fogão, forno, geladeira, microondas. Espaço para armários, tanto baixos quanto aéreos. Tamanho da bancada da pia, quantas cubas terão. Vai ter mesa na cozinha? É bom responder todas essas perguntas pra já deixar o espaço certo. 

Dica: se você já tiver os móveis e eletrodomésticos, meça tudo antes, às vezes achamos que cabe, mas no final dá tudo errado! Se você ainda for comprar algo, pegue as dimensões do aparelho (geralmente na internet acha fácil) pra garantir o espaço certo na sua cozinha.

 

2) Instalações hidráulicas: estabeleça os pontos de água e esgoto, caixa de gordura, registro, etc. É muito importante passar a localização correta desses pontos, porque influencia no mobiliário e nos revestimentos (azulejos, pastilhas) mais tarde.

Dica: se na reforma você for trocar a cozinha de lugar, observe se o ambiente que abrigará a nova cozinha possui instalação de água. Dependendo do caso, vale a pena fazer um esforço pra utilizar a instalação existente, daí não precisa gastar com isso.

 

3) Gás! Não é permitido que o botijão de gás fique dentro da cozinha, por segurança, além de ele precisar de ventilação. Por isso, estabeleça a área em que ele pode ficar, de preferência numa casa de gás em área externa próxima ao ponto do fogão ou cooktop. Deixar pra ver isso depois significa quebradeira e mais gasto! Se você for fazer uma casa de gás, já aproveita e deixa espaço pra 02 botijões: assim, enquanto você deixa o vazio ali pra trocar, já vai usando o outro.

Dica: se você for aproveitar um botijão ou casa de gás que você já tenha, estude qual a melhor maneira de puxar a tubulação. Geralmente é embutida no chão, mas você precisa analisar com cuidado, por segurança.

 

4) Instalações elétricas: aqui você precisa ficar atento a dois itens - todos os pontos de tomada e interruptores e todos os pontos de luz. Os pontos de tomada, quantidade e voltagem, vão depender diretamente da disposição dos seus eletrodomésticos dentro da cozinha reformada. O microondas é em cima ou embaixo? Vai ter forno? Coifa? Aonde vão ficar? Quantas tomadas vai precisar pra ligar uma batedeira ou liquidificador?

Os pontos de luz se referem a toda iluminação do ambiente. Vai ter uma luminária central? Duas? Pendentes sobre a mesa? Uma dica é colocar pontos de iluminação sobre a bancada da pia, porque ajuda muito no dia-a-dia. Se você já tiver armários aéreos na parede acima da pia, dá pra embutir a iluminação no próprio armário.

Dica: depois que as tomadas estiverem instaladas, coloque aquelas etiquetinhas identificando quais são 220V. É comum ter mais de uma tomada no mesmo ponto e isso evita confusão pra ligar os aparelhos.

 

5) Mobiliário: Se você não tiver a pedra da bancada, instale primeiro o mobiliário, depois a bancada. Se já tiver e não for trocar, lembre-se de passar as medidas exatas da bancada existente para a marcenaria ou pra quem for executar seus móveis.

Dica: lembre-se de não deixar o mobiliário da cozinha em contato com o chão! No dia-a-dia durante as limpezas, lavadas, ele se danifica. É recomendado deixar de 12cm a 15cm entre o chão e o móvel. O rodapé de granito é o mais recomendado, mas se pode usar pés de aço.

 

 

6) Pedras da bancada e acabamentos: É muito importante que esteja tudo estabelecido quando a marmoraria for cortar a pedra pra sua bancada! O tamanho da cuba, se serão 01 ou 02, o tamanho da área molhada (aquele recorte mais baixo na bancada, pra não escorrer água) tem que estar definidos. Vai ter cooktop? Escolha o produto primeiro, pra depois passar o tamanho pra cortar a pedra. O tamanho varia dependendo da marca e modelo.            E a torneira, vai ser de parede ou saindo da bancada? Lembre-se que a pedra geralmente é um produto mais caro, e se for cortada de maneira errada, você gasta mais e sai perdendo!

 

Ajudou? Você tem mais dúvidas? Pode me contar!
Caso tenha interesse em projeto de reforma ou consultoria, me contate: (66) 9 9679-2430

2 Comentário(s)
Que legal! Gostei das dicas. Fico feliz por vc divulgar um pouco do que os arquitetos fazem :)
enviado por: Ricardo Motta em 10/02/2017 às 08:32:46
0
 
0
responder
Que bom, Ricardo! Esse é meu objetivo, aproximar um pouquinho nosso universo das pessoas! Fico feliz por vc acompanhar!
enviado por: Maria Lívia em 13/02/2017 às 09:29:14
0
 
0
responder